quarta-feira, novembro 23, 2005

Banco de Portugal é um dos que mais gasta com pessoal na OCDE

Segundo um estudo elaborado pelo Central Banking Journal, hoje referido pelo Jornal de Negócios, o Banco de Portugal é “a terceira entidade entre os 30 países da OCDE com o maior nível de despesa com pessoal em percentagem do PIB.”

E acrescenta o Jornal de Negócios:

    “A entidade liderada por Vítor Constâncio, um defensor da necessidade de contenção salarial na economia e da consolidação orçamental ao nível da Administração Pública, apresenta custos de pessoal equivalentes a 0,08% do PIB, um valor que apenas é superado pelos bancos centrais grego e islandês.

    Noutro indicador, a despesa com pessoal por habitante do país, o Banco de Portugal volta a registar um dos valores mais elevados da OCDE, ficando no oitavo lugar entre os 30 países analisados. Além do Luxemburgo e da Islândia, apresentam valores mais elevados que Portugal as autoridades monetárias de outros cinco países da Zona euro.

    Estes resultados parecem resultar do facto do Banco de Portugal conseguir oferecer aos seus funcionários salários e benefícios sociais competitivos a nível internacional. De acordo com o estudo publicado pelo ‘Central Banking Journal’, o banco tem em custo por empregado de 90.140 dólares, um valor que é o 10.º mais alto da OCDE e que supera o praticado em países com custos de vida bastante mais elevados como a França, Suiça, Alemanha ou Estados Unidos.”

Veja-se a situação nos gráficos seguintes (elaborados a partir de dados do Banco de Portugal e da Direcção-Geral de Estudos e Previsão):



Image hosted by Photobucket.com

52 comentários :

Anónimo disse...

Bem prega Frei Constânciom mas no melhor pano cai a nódoa.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Conta mais Abrantes ......

Anónimo disse...

Será os custos com os trabalhadores da Reserva Federal Americana são inferiores aos identicamente suportados pelo Banco de Portugal ? Alguma coisa está "podre" no Reino da Dinamarca.

Anónimo disse...

Será mesmo verdade que os custos com os trabalhadores da Reserva Federal Americana sejam inferiores aos identicamente suportados pelo Banco de Portugal ? Algo está podre no Reino da Dinamarca.

Anónimo disse...

Os custos de pessoal são aferidos ao PIB de cada país. Proporcionalmente os nossos são dos mais elevados.

Anónimo disse...

Se esses custos são necessários para manter um nível médio de qualidade e de exigência, isto é, como sendo a única forma de concorrer com a privada, é bem empregue, mas levanta outros problemas que se prendem com a imagem e oportunidades que são oferecidas pela carreira pública face à privada. Em nenhum país da Europa, salvo na Islândia e Grécia, ( conclusão retirada do relatório que se menciona) existe um fosso tão grande de prestígio entre a carreira pública e a privada como em Portugal e esse preço pode ser medido pelo custo que significa manter um funcionário no BP, face a outros congéneres.
se não fôr esse o caso, então o problema pode ser muito mais grave do que se pensava e, nem o BP escapa ao ambiente reinante.


Mas estou em crer que é a primeira conclusão é a verdadeira.

Anónimo disse...

É impressão minha ou andas a morder o Banco de Portugal? Isto terá alguma relação com a charada que nos propões?

Anónimo disse...

Miguel, repara que os comentários justificativos desta malta têm mais nível do que o de algumas outras corporações

Anónimo disse...

O que é dado é dado... o que importa ver é se alguns beneficiários agiram em causa própria.

Anónimo disse...

Um tema que merece ser relembrado é o do fundo de pensões do banco de portugal.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Ó Miguel põe-te mas é bem disposto com o espírito natalício das cartas dos 5 candidatos a presidente ao pai natal! Http://opaisdoburro.blogspot.com
Deixa-te de apagar merdas seu ditador

Anónimo disse...

Apos o meu apelo, o Abrantes, com acesso a fontes do B.P., há uns anos ainda lia o relatorio anual, para efeitos de aluno destas coisas, era isso, e o boletim do INE, com cheguei a conclusão que cada cor seu paladar, deixei-me.

Escrevi, que o B.P. não sendo banco emissor a sua acção esta muito restrita, limita-se a fazer um relorio trimestral e outro anual, não justificando 1736 funcionarios.

Os custos de exploração desta unidade de conta, deve-nos atirar para cima de 50 milhões de contos ano.

Sendo assim, qual é o trabalho útil que mereça este investimento; 4 relatórios anuais?.

Ja não emitem dinheiro o que circula, não é da sua competencia, então, sera para dar conselhos?

Será para garantirem as reservas de ouro? Para isso la esta a GNR do Carmo

Bastava um andar que alberga-se 50 funcionarios , com quadros e conselho de administração, incluídos, já bastava.

Porque, fazer figura de País rico, quando na realidade não o somos.

Chamar-se-á a isto uma economia auto sustentada?

Quem conheçe o B.P., sabe, que passam o dia a coçar os rabos pelas cadeiras.

Desculpem lá, mas isto é empregos ficticios.

Anónimo disse...

Ja agora ó abrantes, não se esqueça do pedido que lhe fiz, em relação ao Ministerio da Agricultura e que é: Quantos eng e tecnicos agricolas e quantos agricultores existem como tal?

teremos outra grande surpresa.

O racio de utilidade: custo/produtividade, é miseravel.

Para dar subsidios da chuva e da seca, aos Agricultores, basta meia duzia de pessoas.

Força Abrantes

Anónimo disse...

Força Abrantes!

Anónimo disse...

Fico satisfeito quando leio aqui comentários sérios e aprendo alguma coisa mais.Miguel Abrantes, o repto está lançado, força nisso.

MFerrer disse...

Mas isto não é nada comparado com o que acabei de publicar no meu Homem ao Mar! e que copiei do http://is-no-good.blogspot.com
Isto é a ver quem se abotoa com mais em menos tempo!

Grand Vizir disse...

Querem mesmo saber a vergonha que são as pensões de reforma em Portugal?
Somos o riso da Europa: Pobres, roubados e agradecidos!
Passem no meu The portuguese Iznogood e confiram!
Tks
Grand Vizir

Anónimo disse...

O anónimo das 08.26 fala em mais de 1700 funcionários no Banco de Portugal. Se este pessoal todo se aplicasse na supervisão a operação furacão certamente não teria passado de uma pequenina tempestade tropical.

Anónimo disse...

1700 funcionários ? Um orçamento de mais de 50 milhões de contos ? Com tanto poder eles podem é fazer um anti-ciclone contra a operação furacão, não se vá descobrir que alguém andou a dormir na formatura.

Anónimo disse...

Quando o anónimo das 10.09 fala em pensões de vergonha em portugal estará a referir-se às do banco central???????

Anónimo disse...

Miguel ao Banco de Portugal...!

Miguel, o Especialista Instantâneo em Justiça, Reformas, Função Pública, Insultos, Comentários Anónimos, Rabdomância e Tudo, o celebrado Arúspice, irá substituir o Governador, dentro de momentos...
Se o Miguel não puder, pode ser que o Arnaldo de Matos, o Grande Lider, ainda queira...

Anónimo disse...

Qual será a reforma deste?

Anónimo disse...

Miguel Abrantes Furacão

Anónimo disse...

É p'raí metade da do "Miguel"...

Anónimo disse...

Este está-se a esquecer do subsídio de renda. Ou será o Cluny na sua casa de Cascais?

Anónimo disse...

E tu sabes qual é a do Miguel, com alcavalas...?

Anónimo disse...

Qual delas? A do Estado ou alguma daquelas que a associação de que é presidente da mesa negociou com a Câmara a preços de saldo?

Anónimo disse...

Miguel, os gajos estão podres.

Anónimo disse...

Há para aí um especialista instantâneo que parece que embatucou.

Anónimo disse...

Há para aí um especialista instantâneo que parece que embatucou.

Anónimo disse...

Abrantes, vê lá se resolves a charada depressa que andam por aí uns caramelos muito nervosos.

Anónimo disse...

Os do Banco de Portugal fazem greve? E declaram ou isso é um privilégio só de alguns?

Anónimo disse...

Com estes gastos, será que ainda há ouro?

Anónimo disse...

This post has been removed by the blog administrator, because he does not like to hear the truth

Anónimo disse...

Este comentário foi removido porque Miguel, o Especialista Instantâneo em Justiça, Reformas, Função Pública, Insultos, Comentários Anónimos, Rabdomância e Tudo, o celebrado Arúspice, não conseguiu perceber bem os gráficos e o Vital estava ocupado a "preparar" as aulas que dá graciosamente numa pós-gradução e a pensar nos magníficos festejos que irá ter a comemoração dos 100 da imposição da república...

Anónimo disse...

Miguel, anda cá meu grande filho da puta.
Como está na hora de ir descansar, é mesmo só para te mandar para o caralho.


Vê lá, meu grande punheteiro, se acordas bem disposto e arranjas uma merda fixe sobre tribunais, que esta merda do Banco não está com nada.
Se tiveres dúvidas fala com o Marinho que o gajo é quase tão inteligente como tu e dá-te umas ideias.

Vá, grande corno, agora podes ir descansar um bocadinho, mas vê lá se acordas cedo que é para animares aqui a malta.

Anónimo disse...

Será o auto-insulto uma forma de elogio...?

Miguel, o Especialista Instantâneo em Justiça, Reformas, Função Pública, Insultos, Comentários Anónimos, Ética, Transparência, Responsabilização, Rabdomância e Tudo, o celebrado Arúspice, irá dissertar sobre o assunto brevemente...!

Ó néscios, ignóbeis e imberbes, tremei...!

Anónimo disse...

Grande Miguel que até deixa ficar os insultos que lhe são dirigidos. Não dá troco.
Grande homem. Temos que arranjar vinte como ele u fundar um novo partido tipo Manel Monteiro

Anónimo disse...

Epá toma um xanax que vais ver que as pernas param de tremer.

Anónimo disse...

Será o auto-insulto uma forma de elogio...?

Brevemente num computador perto de si...

Viva o Defensor da Classe Operária, Miguel, o Especialista Instantâneo em Justiça, Reformas, Função Pública, Insultos, Comentários Anónimos, Ética, Transparência, Responsabilização, Rabdomância e Tudo, o celebrado Arúspice...!

Anónimo disse...

De facto, por este andar, qq dia esbanjam o ouro todo!

Anónimo disse...

se Miguel, o Especialista Instantâneo em Justiça, Reformas, Função Pública, Insultos, Comentários Anónimos, Ética, Transparência, Responsabilização, Rabdomância e Tudo, o celebrado Arúspice, se tornar no novo Patrão do BP, nada disso acontecerá...

Anónimo disse...

Não perceço a excitação destes comentaristas pouco imaginativos. Quanto à educação, há muito que lhes falta.

Anónimo disse...

Discutam os números do Abrantes e deixem-se de merdas.

Anónimo disse...

O Abrantes não palreia, mostra numeros, graficos e faz o seu comentario, é assim que se faz, quando se quer uma cidadania actica e esta não passa por quem julga que é filho da nação e os outros são filhos de um pai desconhecido.

O que escreve o Abrantes, todos nos sabemos, que este pseudo "poder" é ele proprio o significatico atraso, que nos faz envergonhar perante os nossos parceiros. Não é por acaso que os ingleses nos consideram um País de mafiosos e de negligentes.

esta ideia que tem de nós, toca-nos a todos, ninguem fica impune e salta da carroça, toca-nos a todos.

Por isso acho muito bem que chamem ao Abrantes, filho da puta, no fundo, somos filhos da mesma mãe.

Ja deram conta disso

Anónimo disse...

Miguel, o Especialista Instantâneo em Justiça, Reformas, Função Pública, Insultos, Comentários Anónimos, Ética, Transparência, Responsabilização, Rabdomância e Tudo, o celebrado Arúspice, é um Sábio à antiga, quase um Filósofo, que sabe de tudo - só não sabe que é...!

Quem és tu, Miguel?
Ninguém...

Teófilo M. disse...

O pior de tudo, é que há muitos reformados do BP a facturar por outro lado, e ao mesmo estado que lhes paga as pensões, nomeadamente em EP's e no Ensino, para já não falar nos que ocupam/ocuparam cargos governamentais.

Anónimo disse...

Eles dão aulas, pareceres, são ministros, são consultores. E dão-nos lições, a nós, parvos.

Anónimo disse...

Caro Miguel:

Pode corrigir, no próprio post, o seu "lapso", em:
http://corporacoes.blogspot.com/2005/11/professores-em-luta-1.html

Obrigado...