quinta-feira, março 24, 2011

Lembram-se das campanhas sujas?

        Esta é a pequena história do meu fracasso no marketing político. Em 2004 eu trabalhava para a agência que viria a fazer a campanha que opôs Santana Lopes a José Sócrates (legislativas de 2005). Para os profissionais brasileiros vale tudo quando se está em campanha, e nesse tudo coube a criação do blogue Portugays onde mais do que se insinuou a homossexualidade do candidato socialista. Não satisfeitos com isto, que a imprensa portuguesa da altura ainda mal espiolhava a blogosfera como depois veio a fazer, um dos marqueteiros melhor relacionados com os jornais do Brasil pediu a um camarada que colocasse uma notícia dando conta da alegada ligação entre Sócrates e Diogo Infante que, como é óbvio, passou para a imprensa deste lado do Atlântico. (…)

Isto é gravíssimo. Nunca ninguém havia dito textualmente que aquela campanha suja tinha sido obra do PSD. Aconteceu, se bem se lembram, nas eleições legislativas de 2005.

8 comentários :

Anónimo disse...

nunca ninguém tinha dito, mas todos sabíamos.
quem esqueceu a FATELA entrevista onde Santana Lopes, esse garanhão da lapa e arredores, disse a José Sócrates...

" nós sabemos que gosta de outros colinhos "

Luis Grave Rodrigues disse...

Já me tinha referido a esse assunto há mais de seis anos, em 21 de Fevereiro de 2005.
Infelizmente, caro Miguel, o meu modesto blogue não tem a visibilidade do CC.

http://rprecision.blogspot.com/2005/02/o-mnimo-de-dignidade.html

Miguel Abrantes disse...

Grande abraço, caro Luís.

Victor Franco disse...

Acredito pouco na ressurreição dos mortos e acredito mais na punição dos pulhas. Está tudo registado para memoria futura e alguem também ha-de querer ganhar revelando as inventonas contra Sócrates. Desculpem, pá: filhos da puta!!!

cambada disse...

PULHAS e CORRUPTOS são estes os herdeiros de Sá Carneiro.

Anónimo disse...

Essa escumalha não parou. Agora recorrem a sonsos.

O bando de reformados milionários - que fingem que não são politicos - são mais corruptos do que se possa imaginar.

Anónimo disse...

Foda-se!!
Isto merece ser digulgado, divulgado, divuldago...
(e guardado, não vá desaparecer)

Ao que se desce para tentar destruir um homem com estas merdas?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.