quinta-feira, julho 31, 2014

O financiamento das campanhas sujas

Esquerda.net

Soube-se, através do Expresso, que o BES Angola (BESA) havia perdido o rasto de créditos no valor de 5,7 mil milhões de dólares (4,2 mil milhões de euros), 500 milhões dos quais levantados em cash. Os empréstimos terão sido concedidos sem garantias ou colaterais, em muitos casos sem sequer um registo cabal de quem os recebeu ou para que finalidades. A actual administração do BESA suspeita, de acordo com o Expresso, que 745 milhões foram parar às mãos de Álvaro Madaleno Sobrinho.

O Diário Económico dá igualmente conta destas suspeitas: «no centro das suspeitas estará Álvaro Sobrinho, que foi durante uma década - até 2012 - CEO do BES Angola e que terá, inclusivamente, assinado sozinho autorizações de crédito a empresas que lhe pertenciam. Sobrinho — que é accionista do BES Angola — acabou por sair de CEO para chairman do banco, para depois sair definitivamente, saltando para a praça pública o clima de guerra aberta entre o gestor angolano e a administração do BES.»

Recorda-se aqui que a família Madaleno é dona da Newshold, grupo angolano que, além do semanário Sol, controla 15% da Cofina (Correio da Manha, Jornal de Negócios, revista Sábado), bem como o jornal i. A Newshold pertence à Pineview Overseas, empresa offshore registada na cidade do Panamá. Curiosamente, Álvaro Madaleno Sobrinho também «é mesmo» accionista da Akoya Asset Management SA, citada no caso Monte Branco.

As campanhas sujas contra José Sócrates surgem invariavelmente a partir de órgãos de comunicação social detidos ou participados pela Newshold. Tendo os créditos do BESA «sido concedidos sem garantias ou colaterais, em muitos casos sem sequer um registo cabal de quem os recebeu ou para que finalidades», não podemos admitir que esse dinheiro foi canalizado para financiar as campanhas sujas, designadamente contra José Sócrates?

11 comentários :

Anónimo disse...

posso estar enganado...mas a editora do livro de José Sócrates não é a Babel? É curioso isso...

Anónimo disse...

745 milhões compra muita coisa.

Zeca Diabo disse...

Em Itália sempre há uns que vão presos. Aqui???

Andam todos à solta a curtir o que roubaram! Mafia fascista!

Agora já sabemos quem é que vai andar a pagar o perdão que o BES deu ao Sporting a época passada no valor de cerca de 70 milhões de Euros!

Somos nós, claro!

Anónimo disse...

Tudo aponta nesse sentido. Este é um excelente alerta do blog. De assinalar, por ser muito positivo, que comece a ser apontado o Teixeira Pinto, esse fdp da Opus Dei, tal como o antigo patrão dele, o Jardim Gonçalves. Uma corja que engordou à sombra da igreja.

Anónimo disse...

E não deixa de ser estranho que...SÓ PARA DISTRAIR A MALTA COM UM PÁRA RAIOS DE ÓDIO E SUSPEIÇÃO... sob um pano de fundo de diversos slogans...surja agora mais uma campanha suja contra Sócrates

Anónimo disse...

Quem foi o político que fez um FRETE a esta gente quando o Governo de Sócrates aprovou uma lei que pretendia expor os grupos que estavam por trás do arbusto desta imprensa das campanhas sujas?

Anónimo disse...

Pois é percebe-se agora porque Socrates foi tão vilipendiado. Foi de facto o único PM deste país que mexeu a sério na merda da gente grauda...
Mas não foi Socrates que pagou o preço mais alto. Fomos todos nós.E se este povo tivesse estado do lado de quem teve a coragem de bater o pé a esta gentalha reles e porca, se calhar não estariamos hoje na situação em que estamos.

Anónimo disse...

Também é a editora da Rosa Lobato Faria.... Curioso isso ,,,especialmente se Eu quiser lançar uma insidiazinha canalha sem qualquer fundamentação!

Anónimo disse...

Coitados dos portugueses! Uma percentagem dramaticamente elevada dos nossos indígenas foi estupidificada pelos orgãos de comunicação social.Taparam-lhe a inteligência com a burca.Ficaram num estado de tão elevado aparvalhamento que não são capazes de entender o óbvio.Ainda não repararam que o exército de Passos Coelho/Relvas veio de Angola? Ainda não repararam que a invasão angolana da Isabel dos Santos e do Sobrinho,tem em Portugal um cavalo de Tróia de raça lusitana?Acordem,palermas da merda.Acordem e vejam quem já cá chegou, trazido pela mãozinha do presidente de Angola.Nada mais, nada menos, do que o sanguinário ditador da Guiné Equatorial.Ele até é um homem que gosta de pipis.Não são é pipis de frango. São pipis canibais.Não tarda, ainda vão aparecer à venda no Pingo Doce.E pronto, aí está ele como parte integrante da CLP e como salvador do Banif.Qualquer dia vai aparecer um novo luva preta em Portugal:Luis Amado, com os dedinhos da mão esquerda roídos pelo marfim dos dentes do salvador. CONCLUSÃO:Como se escondem todos estes degradados? Escondem-se atrás de quem não podem corromper. Como se chama esse verdadeiro português? Chama-se JOSÉ SÓCRATES.

Anónimo disse...

O anónimo anterior tem razão. O que está em cena é a kuribeka angolana em todo o seu esplendor de corrupção, inépcia, ignorância e tendência para o crime. Sócrates não faz parte desse bando e, na verdade, destapou-lhes o jogo enquanto governante. Não lhe perdoam e têm medo dele. Até agora, tem sido a tentativa de assassinato de carácter. Mas se o medo for maior do que tudo, podem partir para o crime físico.
Nesta gente que governa Portugal e Angola, não há um mínimo de sensibilidade, de moral e de decência.

Maria Salgado disse...

Pobre homem que procura a paz e só lhe chega a guerra!