sábado, outubro 30, 2010

Que propõe o PSD para arranjar 500 milhões? “Acomodem-nos”



Vital Moreira sublinha que o PSD se recusou a indicar que despesa cortar para compensar a não redução da despesa fiscal. No mesmo sentido escreve José Ferreira Marques, recordando que Catroga disse explicitamente que o PSD não apresentou uma lista de cortes na despesa (nem de entre as sugestões chegadas ao site criado para o efeito).

Permito-me discordar destes pontos de vista. O PSD apresentou uma solução para este súbito desequilíbrio de 500 milhões de euros entre as receitas e as despesas: desorçamentem-nos. Basta consultar os documentos disponibilizados pelo próprio PSD [p. 34] para concluir:
    “O Governo defendeu que substituir receita fiscal certa por adicionais cortes na despesa poderia introduzir alguma incerteza indesejável sobre a concretização do objectivo do défice de 4,6% do PIB acordado com a União Europeia.

    A este respeito, a delegação do PSD foi sensível ao argumento, mas entendeu que uma redução adicional da despesa pública corrente primária à volta de 0,3% do PIB, com reflexo correspondente na receita, é perfeitamente acomodável na concretização do objectivo de 4,6% do défice público para 2011.”
Eu repito: o montante dos 500 milhões é, segundo o PSD, “perfeitamente acomodável”.

10 comentários :

Anónimo disse...

P/F . Será possivel prever que este Orçamento, não chega para resolver o problema e, até aguardam um Pec 4, 5 e talvez 6.....mas acham possivel exigir estas medidas para "assinar acordo"? 500 milhões hoje, para salvar a face a Passos Coelho, quando "amanhã" farão falta muitos mais milhões ?? Ou será porque o Psd ainda não possui tempo, nem alternatina a Passos Coelho ?? Tudo para bem de Portugal!!!!
Cartoga assinou o acordo, não sendo militante do Psd....Com esta direcção do Psd, isto não é um risco ??
Teixeira dos Santos, e membro do Governo e assinando o acordo, pelo menos responsabiliza o governo.Esta pequena diferença pode fazer a "diferença"... Aguardemos o próximo espetáculo de circo, que diversos lideres do Psd nos tem oferecido.

Anónimo disse...

Tudo se acomoda Sr abrantes,
desde que sejam os outros a fazer o trabalho sujo.
dar blá blá corte na despesa etc,
cai bem. Onde estão os cortes na despesa do Estado feitos nos governos PSD?

Anónimo disse...

gosto bué da cristalaria rústica, deve ter sido utilizado como argumento de arremesso.

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

É SIMples evita-se que as Almadas e Lisboas gastem 27000num relógio
ou 35000no aluguer de um palanque

ou meio-milhão em advogados
não tem o estado advogados?
dantes o estado não podia ser processado
agora pode e por isso engordam-se classes profissionais aparentemente alheias ao estado
mas que são o estado


claro cortar 20mil ou 100 mil de luxos por 300 câmaras
só dará uma dezena de milhões
e outro tanto nas freguesias

cortar 50% nos processos litigiosos e consultadorias camarárias do estado centralizado e utilizar recursos do estado só
pouparia 100 a 200 milhões

poupar nas viagens à república dominicana do exército a 30mil
e das autarquias entre os 4000 de praga e os 3mil por pessoa para as Caraíbas

claro que hóteis de 300 euros ou 600euros por noite dão mais prestígio
do que dormir numa espelunca a 40 coroas checas por dia
(que eu fiz durante algum tempo mas não possuo a dignidade autárquica)
mas se cortassem nos custos em digamos 30% havia hotéis a menos de 2000coroas podiam ir para um a 300 euros por noite
ou a deus me livre de 200 por noite

e os eurodeputados que vivem em Paris passarem para zonas mais perto dos lugares para onde foram nomeados

aqui só se poupariam 100 milhões com reduções de 30%
é giro pagar ao pessoal dos Institutos e câmaras a integralidade dos custos

porque se eles tivessem que orçar com 20% dos gastos do seu bolso
provavelmente SERIAM MAIS selectivos nos seus gastos

Anónimo disse...

E nisso o psd tem perversa razão. Ou o ps não tem provas dadas em desorçamentação?
Este ps é de um calibre tal que consegue eleger o passos.
Impressionante.

Ze Maria disse...

Aqui está a "estória" de um cavaquista reciclado a quem chamavam o C'adroga que costumava penhorar retretes de árbitros de futebol. São estas vedetas a reserva do laranjal.

Von disse...

Fechem alguns institutos do Estado mais algumas fundações, rifem metade do parque automóvel do Estado, melhorem a gestão de recursos da Saúde, responsabilizem os governos regionais por despesas fora do contexto de austeridade (cortando esses totais nas respectivas transferências) e alargar este conceito às autarquias. Chega?

ZéBonéOaparvalhado disse...

Isto so vem provar que não havia necessidade desta negociação, perda de tempo - Orçamento ía AR a votos, 4ª feira? logo se veria...não era provado, o sr Silva que deslindasse.

Ainda tive o contentamento, platonico, de se ter acabado com a brincadeira no dia 27.

A partir daqui, é um agarrar ao lugar, só assim se compreende que tenham assinado o "acordo" em casa do Catroga...porque não foi no sotão da S. Caetano

O PS, não precisa nada disto, é gente seria e já agarrou o País, quando outros o escavaram com aldrabices e com o saques, lembro o que foi a venda das empresas que tinham sido nacionalisadas

A S. Caetano, no poder, até o convento de Mafra era vendido e, o museu dos Cochese da Arte Antiga, não sei se não teriam a mesma sorte


Muito mal tiveram os "cientistas" do partido socialistas... não era preferível de lhes meter o colhões no fecho eclair, não era?


Zé Boné

ZéBonéOaparvalhado disse...

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Policia/Interior.aspx?content_id=1699571

O melhor "pé direito", ou seja a cabeça... que passou na Buenos Aires, hoje S. Caetano

http://zeboneoaparvalhado1.blogspot.com/2010/10/e-um-estratega-da-vigarice.html

sepol disse...

Espero que não seja mais cortes na função publica ou serão sempre os mesmos a pagar a crise que culpa tem os trabalhadores do estado da crise provocada pela Banca, alguns nem empréstimos tem, mas o PSD através do seu carismático líder "coelho com batata" que os caçadores nada gostam, mandou uns bitaites no Diário Económico a querer lixar com um F grande os funcionários do estado e com uma conversa parva acerca dos direitos adquiridos, será que os salários e as reformas agora já não são isso mesmo e mudaram de nome com esse energumeno do coelho para "direitos adquiridos" que palermice é essa, támbém um indivíduo que muda de hora a hora de opinião não serve para nada e quem como ele está sempre á espera da chamada do "terrivel angelo" para mandar "postas de pescada" será que não sabe pensar pela própria cabeça, mas que raio de líder é esse, uma bosta é o que é.