terça-feira, julho 22, 2014

Atracção pelo abismo


«O BES informa que a sua Comissão Executiva contratou o Deutsche Bank como conselheiro financeiro para avaliar a potencial optimização da estrutura do seu balanço», lê-se num comunicado de duas linhas divulgado esta tarde pelo banco.

Compreende-se que Vítor Bento sinta necessidade de ser assessorado. O próprio CEO do BES confessava, há cerca de dois anos, as suas limitações quanto ao conhecimento aprofundado que tinha sobre a banca: «A área onde estou é marginal à banca. É mais uma actividade de tecnologias de informação que trabalha para a banca do que bancária.»

Em todo o caso, Vítor Bento tinha a obrigação de fazer o que muita gente já terá feito neste momento: procurar no Google referências sobre o Deutsche Bank. Experimente o leitor fazer uma pesquisa no Google Search: «Deutsche Bank supervision fraud». Há coisas espantosas, não há?

9 comentários :

João Goulão disse...

Isso e pesquisar sobre supervisão do Banco de Portugal! Espera...

E já agora, como atribui um nome "giro" ao BES, pergunto eu, como irão reagir quando for o do logótipo cô de rosa?

Anónimo disse...

É uma impossibilidade, o PS não é o partido dos banqueiros.

Anónimo disse...

Vítor Bento, afinal, não passa de mais um saloio parolo. O Deutsche Bank está a caír, pois está envolvido em muita patranha. Alguma coisa já se descobriu e em breve, se descobrirá mais. A elite que domina este pobre Portugal, terá um fim miserável. E bem o merece.

ignatz disse...

contratar a concorrência para aconselhamento estratégico é de mestre. se o bento e sua equipe tinham necessidade de ser assessorados, escolhessem outros que fossem competentes.

Anónimo disse...

o que o bento fez (ele sabe lá o que é gerir um banco) foi seguir as pisadas do seu manda-chuva, meter-se nos braços dos alemães. não interessa que o próprio deutsche seja uma fraude. e só não é mais porque a merkel, pondo a europa de rastos, limpou-lhe os balanços da grécia.

Gatuno jubilado disse...



E o que é que isso tem de mal? Eles são bona em vigarices, muito bons, mesmo. Eu faria o mesmo, se fosse "sério"...

Paga e não bufa disse...



O Senhor Governador carlos costa assegurou ao senhor prezidento da República que não pesa nada de menos correto sobre o Sr. Dr. Ricardo Salgado.


Podemos dormir todos muito descansados, amigos contribuintes...

Anónimo disse...

O PS não é partido de banqueiros, nem, tão pouco de ladrões e quanto isso basta

Zé da Adega

Anónimo disse...


Ora, ora, qual o espanto? A primeira variavel a considerar numa escolha deste tipo é a afinidade da cultura empresarial.Uma simbiose perfeita.

http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/banca___financas/detalhe/reserva_federal_detecta_problemas_nas_contas_do_deutsche_bank.html