terça-feira, dezembro 02, 2014

A cigarra e a formiga


      «Um país que depende 71,5% do exterior depende, obviamente, demasiado dos outros para o seu modelo de desenvolvimento económico, mas já dependeu 90%. Em 2005, a nossa dependência energética do exterior era de 90%».

As palavras acima reproduzidas foram proferidas pelo insuspeito Jorge Moreira da Silva, ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, na abertura da conferência O Compromisso para o Crescimento Verde e a Energia. Eis um breve exercício para os leitores: o investimento que possibilitou este notável progresso aconteceu antes ou depois de 2011?

4 comentários :

Antonio Cristovao disse...

E devemos agradecer reconhecidos o estarmos a pagar a electricidade mais cara da UE e um défice tarifário que mete medo.

Anónimo disse...

Ve-se mesmo que o comentador das 08:25 nunca teve de pagar uma fatura de electricidade na Alemanha...

Vieira disse...

Ó Cristovao, esqueceste que quem esteve anos a fio à frente da EDP foi o filho da puta do Mexia * , não foi o Sócras.
Libertem o Sócrates!

* Super arrogante ex-ministro da Economia do PSD

Correio sem manha disse...



Vê-se mesmo que o comentador das 12:33 de ontem nunca auferiu um Salário, nem recebeu quaisquer Subsídios sociais, ou Abonos de Família, nem pagou renda de casa, etc., na Alemanha...