terça-feira, dezembro 02, 2014

Miss Swaps escondida com o rabo de fora

— Ó Minha Senhora, isto está a ficar trágico. Já sonho com o Titanic.

Sikander Sattar, presidente da KPMG Portugal, que auditou as contas do BES e da sua filial de Angola, preferiu não responder a João Galamba quando este lhe perguntou se foi a resolução que causou o buraco de 4,6 mil milhões no BES. O diálogo entre os dois diz tudo:
    João Galamba — A 30 de Julho bastaria uma injecção de 1500 milhões de euros para o BES continuar a operar? E, três dias depois, após a divisão do BES em dois [BES tóxico e Novo Banco], passou a ser necessário 4600 milhões? Podemos concluir que foi o modelo de resolução que destruiu a garantia de Angola?
    Presidente da KPMG Portugal A sua análise é legítima, compreendo-a, mas não posso responder a ela.
Fica para memória futura o título da notícia do Público, que sintetiza de forma magnífica o que esta tarde se passou na comissão parlamentar de inquérito ao BES: A pergunta “legítima” sobre o BES que vale três mil milhões de euros. A vida está a complicar-se para a Miss Swaps.

5 comentários :

ignatz disse...

ninguém liga, querem é saber se o costa vai visitar o socas e a solução económica do ps para o buraco que a garotada não pára de escavar.

Anónimo disse...

Esta mulherzinha é perigosa. Mente com todos os dentes que tem naquelas fuças sem qualquer arremedo de consciencia.
É amoral, mal formada e incompetente. Uma ditadorazinha in the making...

Anónimo disse...

Mentirosa, fria e calculista.

Reverendo Bonhöffer disse...



Esta fedúncia nunca se demitirá. É preciso cortar-lhe a cabeça, rente.

Antonio Cristovao disse...

Ainda acabam por concluir que o DDT salgado foi uma vitima inocente e que foram outros que lhe destruiram o negocio. Paga o Zé??