segunda-feira, janeiro 19, 2015

Campanhas sujas


Importam-se de ler o editorial do Jornal de Notícias, assinado pelo seu director, Afonso Camões, com o título Estado não cumpre e assobia para o lado? E também o comunicado do Conselho de Redação do "Jornal de Notícias"?

11 comentários :

Anónimo disse...

Meu Deus ao que chegou esta canalha sem moral e caracter que não olha a meios.Para manter esta cabala contra Sócrates não têm escrúpulos em difamar e mentir para com toda a gente que se relaciona com Sócrates.Quando houver justiça neste país esta gente terá que prestar contas.Enquanto houver jornalistas como este senhor tenho esperança que esta desgraça que nos está a acontecer irá ter um fim e a legalidade ha-de imperar.

Anónimo disse...

Manhosos até para com colegas de profissão.Grande texto do director do JN que não só desmascara os 'pseudo colegas jornalistas'(mais jornaleiros do que jornalistas)mas , também nos deixa a conhecer a cambada justiceira em mãos de quem estamos sem defesa possível. Por outro lado, é positivo que surjam estas quezílias entre órgãos de CS e interesses comerciais/financeiro para que a verdade venha ao de cima. Volto a repetir-me mas , tenho poucas dúvidas de que as fugas ao segredo de justiça sejam pagas.Tudo um nojo.

Anónimo disse...

Isto começa a ficar assustador. A própria PGR parece não estar ao serviço da Justiça!!!!

Anónimo disse...

A resposta da PGR é inqualificável. Fica claro para que foi lá colocada. É uma peça chave desta máfia saloia que nos saiu na rifa.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

seg jan 19, 04:16:00 da tarde

Parece ?????

arebelo disse...

Parabéns ao director do JN,o jornal de mais prestígio no país,que com desassombro e coragem disse o que muitos conhecem e outros cobardemente calam.O justicialismo desenfreado porque se sabe impune,servido por uma data de pulhas indignos de se fazerem valer da condição de "jornalistas".Isto e uma magistratura que parece ressuscitada das alfurjas dos tribunais plenários olhada complacentemente por uma PGR que me abstenho de classificar.

Anónimo disse...


A PGR é uma canalha.

Anónimo disse...

A senhora procuradora disse que não pode fazer nada? Então é porque pode fazer tudo. A senhora procuradora mandou-o procurar um advogado?Então é porque o advogado não pode fazer nada.O estado islâmico já cá está em Portugal. A unidade de medida é a corrupção de caráter.

Anónimo disse...

O Camões não desmente nada sobre as suas relações com o preso 44,limita-se a confirmar que o avisou quando era presidente da Lusa nomeado pelo vosso ídolo.

Anónimo disse...

O Camões que se decida. Ou é mentira ou é violação do segredo de justiça. Pelo tom da coisa é um editorial confissão