terça-feira, maio 19, 2015

A arma secreta de Passos
denuncia o programa para os próximos quatro anos

— Deixa, Pedro, que eu preparo-os para os cortes.

Eduardo Catroga foi o responsável pelo programa eleitoral do PSD em 2011. Como recompensa, o Partido Comunista da China foi alertado de que lhe deveria ser dada, após a privatização, uma prateleira dourada na EDP. Assim aconteceu.

Agora, a coligação da direita pede a Catroga um último serviço: abrir caminho a novos pacotes de austeridade, especificamente para promover mais e mais cortes na despesa pública. Para isso, ele assentou arraiais no Público: na semana passada, uma inesperada entrevista e, hoje, um artigo de «opinião».

A tese de Catroga é simples: a consolidação orçamental está a ser feita sobretudo pelo aumento de impostos e não por cortes na despesa. Esta tese tem um problema: não corresponde à realidade, como Pedro Adão e Silva o demonstrou no Expresso.

Ora, ao continuar a insistir que o Governo não foi «além da troika», Eduardo Catroga acaba é por anunciar o programa que os estarolas colocariam em prática, caso vencessem as eleições: cortar (ainda mais) salários e pensões. A ministra das Finanças já disse, de resto, que os pensionistas CGA sofreriam um corte de 600 milhões de euros.

5 comentários :

Anónimo disse...

Ora pois não.

E para acabar a festa temos a tap: corre na net - sabia lá eu...- que um dos candidatos à compra é cliente de uma sibila que se senta todos os sábados num trípodo televisivo para não ocupar cadeira oficial. Se assim for é caso para perguntar: onde acaba a advocacia e entra o código penal? O que é que terá levado o candidato a escolher aquele duende de jardim?

Curioso, os blogs de direita, que não perdoavam um solavanco num avião da companhia - mas voavam nela - de repente entraram em meditação transcendental.

Anónimo disse...

E já agora, talvez seja de ter olho vivo: lembram-se dos aviões da airbus? do outro que queria os dois milhões que lhe cabiam de comissão e não lhe viu o cheiro? não viu ele mas terão visto muitos, transformados em bacalhau com natas e carne assada de norte a sul. andaram, andaram mas que é que se podia fazer? os bancos já não tinham papéis, as cartas rogatórias iam de burro e voltavam de mula. ficou o cheiro.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Um Politico matreiro, armado em grande Professor, um ideólogo malvado, bem preparado, traficante de influencias, que abre caminho aos ricos e faz um povo aceitar a sua pobreza e sofrimento. Valioso, sabe tudo acerca de preços e de como tem de ser pago!
Srs. jornalistas andam a dormir? Ninguém é capaz de nos descrever este velho vil, verificar como Catroga ganha a vida, esclarecer quanto lhe paga a EDP Chino-Mexiense para levar e trazer, e para neutralizar o regulador? Quanto lhe deposita nas contas? Que poder lhe mantem naquela empresa monopolista que vive em cima dos ombros dos Portugueses? Como na prática a EDP Esta a financiar os trabalhos para o PSD e o programa para a coligação. Esclarecer as relações que mantem com os escritórios, os fretes que faz aos centros de poder financeiro, de como enriqueceu pornograficamente com os negócios da Sapec e com os franceses no tempo de Cavaco primeiro ministro, da massa que tem em offshore e noutros poisos, ele e os familiares, de como dá e tira poderes e de como arruma justificações decisórias que dão a ganhar. Visto à lupa, um nojo.

Tinhoso disse...

Seu pintelheiro!

Vá, votem todos outra vez nessa camada de chatos, votem...