quinta-feira, julho 30, 2015

A privatização da Segurança Social



Ana Lourenço evitou o KO, tendo acabado com o debate quando era público e notório que Carlos Abreu Amorim já não estava em condições de discutir seja o que for, em particular a privatização da Segurança Social que consta do programa eleitoral da direita.

6 comentários :

Magus Silva disse...

Novidade, talvez não

Mas, sendo um político velho,
A mentir tudo de novo,
Lendo do mesmo evangelho
Quanto já mentira ao povo,
Talvez tenha alguma graça,
Mentir- nos tudo de novo.
E, para nossa desgraça,
Vir pregar na mesma praça:
Agora é mesmo verdade,
Não é mentira o que diz.
se mentiu, foi sem maldade,
E até se sente feliz.
Agora, é mesmo verdade.

Mentiu para quatro anos,
A mentir nos governou,
A mentir nos depenou.
E neste vale de enganos,
A mentir continuou.
É mentiroso sem cura,
E enquanto o tacho dura,
Vai mentir-nos sem pudor,
Mentindo que está melhor,
A crise já acabou,
Que está tudo a correr bem.
E se melhor não correr,
Não será por culpa sua,
É do constitucional
que faz tudo mal.
E a mentira continua,
A culpa vem do além.
Vem das nuvens, vem do céu
Vem disfarçada com véu,
Mas cá à minha maneira
Irei arranjar um réu,
E com mentira certeira
Não fica a culpa solteira.

arebelo disse...

Como se viu,a cassete dos "Pafirosos"assenta sempre e assim vai suceder, na bancarrota,no estado calamitoso do país,na responsabilidade do cumprimento do memorando,culpa do PS e na da vinda da Troika e gente como o João Galamba deixa sem resposta bestuntas como o tal Amorim,dando assim razão ao aforismo do que quem cala,consente.É que há gent de curta memória,ou genuinamente mal informadas e programas como esta entrevista devem ser esclarecedores e usarem a técnica da repetição se necessário.E neste caso,é.

Anónimo disse...

Já ontem, na RTP, o menino Amorim veio com uma escolta... Uns elementos da Guarda Pretoriana Neo-liberal foram com ele, debater com João Galamba... Não adiantou coisa nenhuma. No entanto, fica registado o profissionalismo do jornalismo português.

Vasco Ja foste disse...

Respeito o homem que disse na Povoa, que Portugal estava melhor!

Anónimo disse...

Quando e que deixam de convidar este saco de banha para um qualquer comentário ou debate que tenha bases honestas?

Anónimo disse...

Se há gajo gorduroso neste país é o Cabreu Amorim.
Parece uma ratazana gorda das migalhas que lhe caem de cima da mesa!