quarta-feira, julho 08, 2015

Da hipocrisia

Paulo Portas poderia ter feito o que costuma fazer quando está perante um assunto politicamente incómodo: esconder-se, desaparecer, fugir.

Mas perante a profunda consternação que causou a morte de Maria Barroso, Paulo Portas não resistiu a chamar a comunicação social: «Foi fundadora do PS, lutou pela liberdade antes e, depois do 25 de Abril, tinha um empenhamento que toda a gente conhece em projectos educativos, em projectos sociais e também na área dos direitos humanos». E acrescentou o vice-pantomineiro-mor: Maria Barroso «representou sempre impecavelmente Portugal, quer cá dentro, quer no estrangeiro».

O Paulo Portas que ontem apareceu com ar compungido a elogiar Maria Barroso foi o mesmo Paulo Portas que, sendo ministro da Defesa em 2003, se intrometeu abusivamente na eleição dos órgãos da Cruz Vermelha, afastando da presidência Maria Barroso para aí colocar um militante do CDS-PP.

6 comentários :

Anónimo disse...

O Portas já terá começado a fazer fotocópias?

Morgado De Basto disse...

Um Pulha,Será Sempre Um Pulha!

Anónimo disse...

Porco.

Anónimo disse...

O Paulo Portas é um tipo repulsive. Mete nojo.

vitor santos disse...

nojento! repulsa é que haja quem vote nesta criatura

arebelo disse...

Um pulha que se não fora a pasquinada a soldo,despoluia a paisagem,razão porque adopta a técnica do terrorista do "Setembro Negro",não importa que digam mal de mim,o que importa é que falem de mim!E tal como agora mostra que é um estupor completamente falho de escrúpulos.