quinta-feira, setembro 28, 2006

Fumo branco



Francis Bacon (1953),
Study after Velazquez's Portrait of Pope Innocent X



Está encontrada a personalidade que irá protagonizar as profundas mudanças de que a justiça carece. A esmagadora maioria dos juízes conselheiros (73,6 por cento) entendeu ser Luís António Noronha do Nascimento a personalidade mais capaz de dar um novo rumo à justiça. Para tanto, o novo presidente do Supremo Tribunal de Justiça e, por inerência, do Conselho Superior da Magistratura compromete-se, entre outros nobres desígnios, a melhorar o estatuto remuneratório dos juízes conselheiros, a exigir a adopção de um sistema médico alternativo aos serviços sociais do Ministério da Justiça para os juízes conselheiros, a impor a redução do número de processos e recursos distribuídos aos juízes conselheiros e a alargar o número de assessores dos juízes conselheiros, criando inclusivamente gabinetes de apoio nas cidades onde viva um número significativo de juízes conselheiros para que não tenham a maçada de se deslocar semanalmente ao Terreiro do Paço. E assume ainda o compromisso de consagrar em sede de revisão constitucional o presidente do Supremo Tribunal de Justiça como membro do Conselho de Estado.

A justiça portuguesa está em boas mãos.

30 comentários :

Anónimo disse...

Anedota dedicada aos jagunços que habitualmente "vomitam" nesta caixa de comentários;
Dois juizes encontram-se no estacionamento de um MOTEL e reparam, que cada um está com a mulher do outro...
Após alguns segundos de perplexidade, um diz ao outro, em tom solene e respeitoso:
"Caro colega, creio que o correcto seria que a minha mulher viesse comigo no meu carro, e a sua mulher voltasse com V. Excelência".
Responde o outro:
"Caríssimo colega, isso seria o correcto, mas não seria o justo, especialmente tendo em consideração que V. Excelência está a sair, e eu ainda estou a chegar"...

Anónimo disse...

As corporações precisam de ajuda para sair da crise.

Anónimo disse...

O Noronha esvazia o António Martins do Sindicato.

Anónimo disse...

É o Ratzinger da Judicatura, vai combater os infiéis até dar com os burrinhos na água.

Anónimo disse...

Abrantes I, Abrantes II, Abrantes III e Abrantes IV (todos anónimos)...

Quem desdenha, quer comprar.

Vocês, jagunço rosas estão com um medo de que se pelam. O Noronha sabe mais de política com o piscar do olho a equipa toda do Governo junta. E isso é que vos faz estremecer. O estado de graça já se foi, marujos. O Sócrates que gaste os 219.000 euros em telemóvel que já se foi. E o teu tacho também.

Coutinho Ribeiro disse...

Eu não tenho nada a ver com estas guerras, não tenho tachos, não votei neste Governo, sou comedido com o telemóvel, não sou marujo, não conheço o Sr. Cons. -presidente, mas não posso concordar com o último comentador. Razões? Eu acho que o o presidente do STJ não sai glorificado por alegadamente saber mais de política "com o piscar de olho" do que "a equipa toda do Governo junta". O que eu gostava mesmo, era que me garantissem que o presidente do STJ é de tal forma inteligente e eficaz que vai resolver os problemas da Justiça em Portugal.
Mas se o Sr. Conselheiro é assim tão bom político, eu - sem ironias - voto nele para gerir o país. Que eu cá só quero que isto ande...

Anónimo disse...

Eu, anónimo militante deste bolg, nada sei dos meandros da justiça.No entanto e face ao panorama que me tem sido apresentado aqui neste blog e por esses media fora, acho que toda a magistratura tem o Presidente que merece.

Anónimo disse...

Se no novo presidente do stj é assim tão bom em política, então que se candidate a 1ª, 2ª ou 3ª figura do estado. Que apresente as suas ideias e um programa político ao país e ao povo em nome de quem anda (sem ser eleito) a administrar a justiça. Mas ele, como mnuitos outros magistrados (sindicalistas e não só) só sabem fazer política às escondidas; só sabem fazer política de conspiração cotra o estado de direito e contra os interessews do povo; só sabem fazer política a coberto do estatuto e das funções de magistrados; Só sabem fazer política nas penumbras dos tribunais. T~em tanto medo da luz como o diabo da cruz.
Pelas ideias que apresentou conjugadas com a votação que teve Noronha Nascimento, bem como com a ausencia de opositores, ficamos a saber o que realmente preocupa e o que realmente desejam os mais altos magistrados judiciais de Portugal. É esse e não outro o verdadeiro retrato da nossa justiça, maxime da nossa judicatura.

Anónimo disse...

"Se no novo presidente do stj é assim tão bom em política, então que se candidate a 1ª, 2ª ou 3ª figura do estado."

Ora aqui está um ponto em que concordo como anódino miguel que disse tal coisa... Aliás o mesmo se pode propor ao artista que diz chamar-se Miguel Abrantes e que, in vacuum, sugere vasta legislação avulsa, a bem da nação.

Miguel Abrantes Jagunço disse...

Anedota dedicada aos jagunços que habitualmente "vomitam" nesta caixa de comentários;
Dois políticos rosa encontram-se no estacionamento de um MOTEL e reparam, que cada um está com a mulher do outro...
Após alguns segundos de perplexidade, um diz ao outro, em tom solene e respeitoso:
"Ó parvo colega, creio que o correcto seria que a minha mulher viesse comigo no meu carro, e a sua mulher voltasse com V. Baixeza".
Responde o outro:
"Bastardo colega, isso seria o correcto, mas não seria o justo, especialmente tendo em consideração que V. Corrupteza está a sair, e eu ainda estou a chegar"...

Anónimo disse...

O Sr.Noronha é fixe. É um Sr. que percebe de politica... que quer um sistema de saude especifico para os juizes, bem como aumentar o ordenado que é actualmente superior a 6000€ mês.
O Sr.Noronha é fixe.
O Sr.Noronha é Vaidoso.
É pequenino e tem a estatura ideal para representar o máximo da justiça portuguesa, ou seja, rasteirinho.
O Sr. Noronha é pequenino. E na sabedoria popular, homem pequenino é Mau ou bailarino. Vamos se sabe dançar...

VV

Ekilibrus disse...

O que vale é que temos um dupla de betão " Sócrates e Cavaco". Portugal bem precisa de quem coloque rigor e exigência em todos os domínios.
Registo de interesses: Não sou funcionário público, nem Juíz mas sou cidadão que votou no PS. Agora daria ao PS 10 votos ( se os tivesse para dar!). Cumprimentos

O ekilibrus anda desiquilibrado da tola disse...

Já agora gostava de saber quanto é que o ekilibrus ganha e quanto declara, melhor dizendo, quanto foge ao fisco. Vai-te foder, ó merda maricas.
Registo de interesses: Não sou funcionário público, nem Juíz mas sou cidadão que votou em branco. Agora daria ao CDS 1000 votos ( se os tivesse para dar!).

PSR disse...

O Sr.Miguel Abrantes. É um Sr. que pensa que percebe de politica... que não denuncia m sistema de saude especifico para os políticos e não fala que o Sr. Sócrates gasta 40.000 contos em despesas de telemóvel pagas pelo povinho e não se cansa de aumentar os subsídios de representação, de habitação e senhas de presença dos deputados, ministros e secretários de estado, que no total é superior a 16.000€ mês.
O Sr.Abrantes é fixe.
O Sr.Abrantes é Vaidoso.
É pequenino e tem a estatura ideal para representar o máximo da corrupção política portuguesa, ou seja, rasteirinho.
O Sr. Abrantes é pequenino. E na sabedoria popular, homem pequenino é Mau ou bailarino. Vamos se sabe dançar quando levar com uns valentes processos em cima.

Vai-te foder disse...

Não eras tu, "Abrantes" de uma figa, piolho porco-espinho, que andavas a defender o António Martins ?
Vai-te cuidando. Ratzinger da Política és tu. Estás no mau caminho, seu bicho. Prepara-te e vai contando os teus trocos, filho da puta.

Anónimo disse...

Olha a magistratura portuguesa no seu melhor estilo. É um artista/magistrado português no seu melhor.

Anónimo disse...

Já viram o editorial de hoje do Jornal Público? querem ver que, afinal o José Manuel Fernandes é o pseudónimo do Miguel Abrantes? Ou será o Miguel Abrantes um heterónimo do José Manuel Fernandes?
Já viram qual o respeito que vai ter o STJ com um presidente respeitado como é o Dr. Noronha Nascimento?
Tudo corresponde a uma estratégia muito bem delineada de certos sectores do poder político para domesticar o verdadeiro STJ. Primeiro fazê-lo bater no fundo do desprestígio e da falta de respeito, depois intervir, nomeando como conselheiros juristas de prestígio e magistrados respeitáveis e respeitados. Tudo era previsível, só a cegeira, a estupidez corporativa e ambição desmedida é que não deixou certos míopes enxergar além de um palmo dos seus narizes.
Agora é só deixar bater no fundo.

Filotémis

Anónimo disse...

Caro Miguel "Filotémis" Abrantes:

Há muitos lambe-cús que seguem a linha editorial do Governo. Alguns são heterónimos de outros, outros são como os monges-copistas e outros fazem aquilo para que são pagos...

PS - Cumprimentos à família - a Maldonado está a conseguir cumprir todas as tarefas de ficou incumbida?

Anónimo disse...

Estes juízes cobardolas, que proferem ordinarices sem qualquer sentido senão o de bolsarem a podridão que lhes vai na alma, são cada vez mais patéticos. É uma tristeza franciscana tê-los ainda como titulares de órgãos de soberania, sem legitimidade, sem representatividade, inchados como se fossem divindades, quando, na cristalina nudez da sua dimensão humana, não passam de pequenos gnomos frustrados, invejosos, rancorosos, a alimentarem-se uns aos outors de hóstias majestáticas e divinizadas por eles mesmos, ignorantes do desprezo a que a sociedade, cada vez mais ostensivamente, os vota. Entre o desprezo e a piedade que merecem, tenhamos a elevação de não ser cruéis e não não os acordar repentinamente para a realidade. Tenhamos piedade deles e não tenhamos pressa. Esperemos pacientemente que, pelo menos alguns deles acordem e tomem as providências necessárias. Eles não querem mas isto vai mudar com ou sem eles e, se necessário, contra eles.

Filotémis

Anónimo disse...

Os comentários de alguns juizes neste blog são ao nivel das sopeiras com vocabulário de estivador.

Anónimo disse...

Sou o autor do post de que o FiloMiguel não gostou. Não sou Juiz nem tenho nada a ver com eles.

E tu, Miguel FiloCosta?

Anónimo disse...

Se não és juiz és de certeza procurador. Só alguém da corporação perora do teu jeito.

Anónimo disse...

Ó FILOTEMIS, faço minhas as suas palavras sábias porque não sei escrever com essa sapiência, mas na minha terra diriam que, estes tipos a quem compete a justiça, são uma corja de marranos, imbecis e parasitas e que melhor será fechar os tribunais, já que não servem para nada.
Alves_barrota

Anónimo disse...

Eu quando for grande quero ser Filomerdas, para autoelogiar o Miguel Filo-Costa-Macau...

Anónimo disse...

Ó FILOTEMIS ABRANTES DO CARALHO, faço minhas as suas palavras sábias porque não sei escrever com essa sapiência, mas na minha terra diriam que, estes tipos a quem compete a POLÍTICA, são uma corja de marranos, imbecis e parasitas e que melhor será fechar O GOVERNO E O PARLAMENTO, já que não servem para nada A NÃO SER PARA CHULAR E ROUBAR O POVO E ENCHER-SE DE TACHOS. CORRUPTOS, FILHOS DA PUTA, VÃO TODOS FODER-SE, SEUS GRANDES MERDAS.
Não sou Juiz nem Procurador nem tenho nada a ver com eles. Só um cidadão FARTO DA HIPOCRISIA DE MERDAS COMO VOCÊS.

Anónimo disse...

"Se não és juiz és de certeza procurador."

Vai, Miguel - atira-te ao SiteMeter...

Se não der, arrotas umas postas de Filomerdas e a coisa passa...

Anónimo disse...

mas afinal que porcaria e esta?

Anónimo disse...

A imagem é um espanto e diz tudo!

Anónimo disse...

para meio entendedor, meia palavra bosta

Anónimo disse...

É o Papa?