domingo, agosto 24, 2008

Ferreira Leite e os sete anões¹









Não se conhece nenhum pensamento sobre segurança a Manuela Ferreira Leite (e não está provado que tenha algum pensamento sobre qualquer outra coisa). O que lhe vale é que está rodeada de gente com conhecimentos profundos sobre a matéria. As ilustres personalidades que se prontificaram a livrar-nos da onda de insegurança, e que por sorte pertencem à comissão política do PSD, são estas (por ordem decrescente de estatura):
    • Paulo Mota Pinto — Preparou uma carreira política à sombra do Tribunal Constitucional, para o qual entrou com a extraordinária idade de cerca de 30 anos (sem curriculum anterior) para corrigir as sentenças de juízes dos tribunais comuns;
    • Marques Guedes — Político de que se ignora profissão e obra, salvo a proposta para que a Assembleia da República criasse o Dia Nacional do Cão, o que mostra que é uma pessoa sensível;
    • Castro Almeida — Ignaro ex-secretário de Estado de Ferreira Leite no Ministério da Educação, cuja obra foi dar asas à “geração rasca”, que, durante meses a fio, andou em alegres manifestações permanentes pelas ruas das principais cidades do país;
    • Sofia Galvão — Perita no sector imobiliário, associada de uma grande sociedade de advogados e reconhecida blogger;
    • Rui Rio — Autarca que parece concordar com as políticas do Ministério da Administração Interna, visto que terá assinado com esse ministério um contrato de segurança para a cidade do Porto;
    • Aguiar-Branco — Corredor de automóveis com vastos pergaminhos e advogado da burguesia portuense, cujas enormes capacidades políticas ficaram patenteadas num Prós & Contras sobre o referendo ao aborto, no qual não foi capaz de expor, durante mais de três horas de debate, um único argumento em defesa do “Não”;
    • Paulo Rangel — Advogado ligado a um grande escritório, que retoma habitualmente as funções de deputado nas vésperas das férias parlamentares (assim privando o seu substituto das remunerações devidas durante a silly season), com uma voz de falsete que dá um tom artístico a qualquer discurso sobre segurança.
Em tempo — Vários destas personalidades pertenceram ao Governo de Santana Lopes (Aguiar-Branco, Sofia Galvão e Paulo Rangel) ou à sua comissão política (Rui Rio). Para além de se poder fazer uma avaliação da capacidade política destas personalidades através deste dado curricular, é relevante analisar o seu carácter e a sua lealdade, tendo em conta o rápido bandeamento para a inimiga mais jurada do seu antigo chefe.

__________
¹ Não se pretende ofender com este post as pessoas de baixa estatura, mas apenas evocar uma história infantil adequada ao comportamento da direcção do PSD.

41 comentários :

RAF disse...

O Miguel Abrantes faz-me lembrar aqueles bobos da corte, lambebotas, que faziam rir os lacaios do Rei, mas que habitualmente não serviam para nada mais do que isso: lamber botas, e fazer rir os lacaios.

Neste registo, um texto com piada, a piada dos lambebotas. Espero ao menos que lhe paguem o suficiente para se sujeitar a tamanha figura triste.

Ainda para mais, caluniador de cara tapada, gostava de ver se era tão corajoso identificando-se.

Anónimo disse...

excelente post

RAF disse...

Caro anónimo,
Excelente post, onde? E porquê? Assinando em anónimo, podemos concluir que o anónimo é o próprio a vangloriar-se, não?

Anónimo disse...

raf,

sou um leitor diário deste blog e subscrevo na íntegra este post. Anónimo ou não, é-me indiferente.

Já agora caro raf, diga-me lá qual é o seu nº de BI, nome completo, morada de asa e do emprego, nº telefone, email

estar raf ou anónimo é a mesmíssima coisa. Não acha?

dass disse...

Grande post! Até porque a bela está adormecida.

RAF disse...

Caro anónimo,
Se ciclar em cima do raf, acima, tem contactos mais do que suficientes para me identificar.
O mesmo não poderei dizer de V. Exa.
É tão reles comentar no anonimato...

Anónimo disse...

Mais um Adao da Fonseca, igual aos outros, só que este mais irritadiço. Nao se preocupe, que ainda é novo: não vai chegar ao poder com a velha mas há-de lá chegar alguma vez.

Anónimo disse...

Belo texto. O anterior também.

A descrição dos cromos está perfeita. Já agora, opino: Rangel é O Cromo da política... o tipo é uma caricatura ambulante de político. Às vezes lembra o Abranhos.

Edie Falco

Minilogue disse...

A reacção do RAF mostra bem que este post está muito bem esgalhado. Na verdade, qualquer simpatizante do PSD perante um post destes, não tem como deixar de ficar embaraçado. De facto é muito preocupante o estado do PSD. Os seus simpatizantes em vez de se porem a atirar pedras para quem os alerta do estado em que se encontram, melhor fariam se se preocupassem em corrigir essas situações aludidas no post. RAF prefere a reacção a la Pavlov. É pena.

Anónimo disse...

Oh "minilogue",

Bem esgalhadas, só as pívias... especialidade na qual parece perito !

Quanto aos "7 matulões" não nutro qq. simpatia por eles, com excepção do Marques Guedes por causa dos cães.

Porém, os XUXAS também poderão fornecer, com vantagem uma panóplia de "anões" ainda mais ilustre:

1. a Srª Primeira Ministra, aka, "também fiz inglês técnico em papel higiénico"

2. Santos Silva

3. Vitalino Canas

4. Zé Lelo

5. Alberto Martins

6. Almeida Santos

7. Jaime Gama

e muitos outros "ilustres" que o peito ilustre lusitano não refere porque tem vergonha.

Ah, eu também sou um grande cobarde !

MFerrer disse...

Um post para a eternidade!
Excelente. Verídico. Oportuno. Que faz doer! É ver a irritação e presporr~encia que lhes sai das cabecinhas!
A derrota aproxima-se e depois o que é que vão contrapor?
Desespero, só vejo desespero!
Adorei esta da discussão já não ser sobre o post mas sobre a qualidade do anonimato:
"O seu anonimato é muito melhor do que o meu. O meu é assim um anonimato gago!"
Delicioso!
MFerrer

Minilogue disse...

Eu não nego que os xuxas também têm anões. Que não haja equívocos. De resto, já vi posts sobre esses xuxas também muito bem esgalhados ( concedo: este vocábulo fica melhor nas punhetas). Acontece que ninguém em Portugal consegue fazer posts tão brilhantes como Miguel Abrantes. O PSD bem precisava de um bloger do mesmo quilate. Mas não o tem. Muitos bem tentam, mas a verdade é que não conseguem.

Minilogue disse...

É por isso que Miguel Abrantes tem de ter consciência que essa mania que ele tem de sistematicamente colocar o dedo na ferida lhe vai custar muitos inimigos. Daqui lhe deixo um conselho: tenha os sentidos bem afinados já que rasteiras não vão faltar.

Minilogue disse...

E não é o CAA. Esse, apesar de ter desferido um ataque - do qual a estas horas já deve estar arrependidíssimo -, deu a cara. O problema são aqueles que operam às escondidas.

Anónimo disse...

Este "mferrer" é impagável...

Já lhe conheço a verve, de outras "postas"... É só + 1 SóCretino que não se atreve a sair do armário, + 1 capacho megalómano, convencido que faz a diferença.

O Miguel, pelo menos, dá um pouco + a cara...

E também pretendo ser justo: gosto dos pontos de vista do Miguel, mesmo quando discordo, o que sucede quase sempre !

Sobre as "rasteiras", por mim pode estar tranquilo: só sou violento com quem me prejudica de forma consciente.

Em relação ao anonimato: garanto que o meu é excelente ! Não é perfeito (impossível garantir a partir do momento em que se liga ao seu ISP) mas aproxima-se...

MFerrer disse...

Este Anónimo das 06:09, que devem ser 18:09, mas ele não tem culpa, acreditem!, consegue atrapalhar-se até com a sombra que não tem.
É mesmo assim: Acerta raramente e quando o faz, nem dá por isso.
Faz-me lembrar o boer Van der Merva que quando saía de casa de manhã enviava sempre um sms à mulher a perguntar de que lado é que era a sua "mão" na auto-estrada. E a mulher, que o conhecia: é do outro lado, love!
Uma vez esclarecida a candente questão deste anonimato básico, passemos a pratos mais dotados que o anterior era pouco estimulante. Mesmo dormente, diria!
Aquelas sete figurinhas não lembravam a um gnomo da floresta de Sherwood, tal é a sua importãncia no devir da nação.
São pequenos porque são rombos, verdadeiros zeros, sem ponta por onde se lhes pegue.
Mas o meu preferido - sou assim, um sentimental, vocês sabem - é mesmo o Rangel.Gosto de gongorismos e de arte sacra. Pelo-me por ver anjos papudos a escorrer pelas paredes. Aprecio um bom trocadilho àcerca dos riscos, diria mesmo dos perigos que ameaçam a democracia. Por ser pequeno escolhe a função apropriada: a de sininho!
MFerrer

Anónimo disse...

Não li nenhuma postagem do Miguel Abrantes que seja caluniadora. Infelizmente, o que leio é um comentário do RAF que é calunioso, infantil e idiota.
Não sei quem é o Miguel Abrantes, mas sei quem é o Rodrigo Adão da Fonseca. É um parvo de 1 metro e 50, que manda muitos perdigotos quando fala. É um fanático da Opus Dei que quer transformar Portugal num Irão do Ocidente. Não vai longe nem como ideológo nem como jurista de rectaguarda num banco onde trabalha quando não está a blogar.

Aqueduto Livre disse...

Isto vai pr'aqui um regabofe!

Não vou por aí, pela sarrafada, pelo argumento bilioso, ou cheio de humores, mas deixo apenas um modesto contributo:

O curricula da Dr.ª Sofia Galvão está incompleto.

Serviu, e bem, o Senhor de Polignac, presidente (ainda, creio eu...) da Associação Portuguesa dos Promotores Imobiliários, e durante muitos anos, como Secretária Geral.

Se, ainda não escangalharam a amizade, são ambos bué d'amigos do Presidente "modelo" da Curia de Oeiras: o ex-magistrado Isaltino Morais.

Não sabia? Não acredito.

"Anónimo" devotado que se assina,

José Albergaria

PS - Continuo a pensar que o Miguel Abrantes tem direito ao seu bom "nome" como outros têm direito ao seu, deles, "péssimo" nome...

Carlos Diniz disse...

Por amor a Deus, deixem em paz essa pobre alma de Cristo que responde por RAF.

também fiz inglês por fax disse...

Este post é excelente, até porque o Abrantes conseguiu escrever um post sem falar no Publico. Só isso é de louvar.
Sugiro que um dos próximos textos seja sobre o pinóquio, tem quase uma legislatura de inspiração para o fazer. Pode começar nos 150.000 centimetros, e acabar no magalhães para os "pecaninos" (o Pc, não o José).

Beanfield disse...

Sei de fonte segura que o RAF já está envergonhado de ter feito o primeiro comentário. É que, para quem não saiba, o RAF também é um tipo inteligente. É verdade que de quando em vez se deixa trair pelos instintos mais básicos, e, por isso, deixa passar a imagem de um burgesso garrilhoso sem classe. Mas já não tem comparação com aquilo que ele já foi. Hoje está muito melhor.

Anónimo disse...

O post tem 2 falhas graves. O de menor estatura não é o Rangel, mas o Aguiar Branco e a Sofia Galvão é mais alta que o Castro Almeida. O Miguel Abrantes tem que corrigir a ordem de apresentação da personalidades.

Anónimo disse...

Tenho de fazer uma confissão:

Começo a apreciar o sentido de humor, bastante oportuno, do "também fiz inglês por fax".

Se eu fosse 'gayzola' ou um político bem colocado, talvez um qualquer PM, tentaria a sorte... Assim, um abraço solidário e votos de continuação de bom humor !

Anónimo disse...

O que é um "tax advisor"? É um gajo que ensina a fugir aos impostos?


TAX PAYER (no kidding...).

Anónimo disse...

Não, parvo, é um gajo caridoso que ajuda o próximo a apanhar um táxi num País anglófono...

Anónimo disse...

Porra, parem lá de embirrar umas com as outras e contem-me histórias de políticos "gay"...

Anónimo disse...

O Miguel deve estar com alguma gaija boazona e o RAF a babar-se como é costume de crucifixo na mão. Raios o partam!

Anónimo disse...

Porra, já tinha pedido...

Não quero saber se o Miguel está com alguma gaja boazona e o RAF a babar-se de crucifixo na mão...

E parem lá de embirrar umas com as outras e contem-me histórias de políticos "gay"...

Bruno Coelho Moreira disse...

O BPI bem pode limpar as mãos à parede com juristas da estirpe deste RAF. Quando se discutem os métodos poucos ortodoxos dos bancos, este lambebotas (ele sim!) faz a defesa mais bizarra dos banqueiros.

Anónimo disse...

Com que então o RAF trabalha no BPI!! Logo o BPI que das mil e uma oportunidades que teve para vender a sua participação no BCP, foi escolher justamente aquela que coincidiu com o mínimo histórico do BCP. Foda-se. É preciso ser muito burro.

também fiz inglês por fax disse...

Não sei se o Abrantes anda a comer alguma. Esperemos é que enquanto desaperta a braguilha não haja nenhum assaltante a sacar da pistola para lhe apontar a arma pelas costas a algum sitio desprotegido.

Anónimo disse...

Um desabafo: Rangel nunca foi advogado na vida.

Esteve anos com inscrição suspensa na Ordem dos Advogados tendo surgido enquanto tal quando foi convidado (?) para sócio da GPCB e Associados. Curiosamente (ou não) após uma entrevista de André Gonçalves Pereira ao Expresso, onde este referiu que não gostava de sócios deputados, Rangel deixou de constar na listagem de sócios da GPCB e como advogado inscrito na OA (cf www.gpcb.pt e www.oa.pt)

Carlos Brito disse...

No meio desta conversa choca o RAF conseguiu o seu propósito evitando que seja discutida as propostas populistas do PSD.

Anónimo disse...

O raf apanhou certamente uma insolação que potenciou a burrice congénita.

Anónimo disse...

Prestem atenção:

Blogues, Cibercidadania
O anonimato, a vaidade e a fraca qualidade nos comentários: uma ligação.

Para contrariar esta tendência, suplico novamente:

Parem lá de embirrar umas com as outras e contem-me histórias de políticos "gay"...

Anónimo disse...

Como ninguém conta histórias de políticos "gay", que tal contarem histórias de políticos "abusadores de crianças" ?

Provavelmente conhecem alguns...

Anónimo disse...

O Prof. Paulo Mota Pinto tem uma tese de mestrado de mais de 900 páginas e uma tese de doutoramentod e masi de mil que são referências incontornáveis no Mundo jurídico português. Qualquer jurista, juíz ou advogado que se preze tem de as ter para consulta.
Claro que para os especialistas da intriga e da má-língua, isso é "sem curriculum anterior". A apologia da ignorância, do carreirismo partidário e do "tachismo" profissional que está contida nesse comentario é assustadora.
Deves preferir o CV do Sócrates e do Vara, essas referências profissionais para a sociedade civil... Chupistas que nunca fizeram nada na vida sem ser pago pelo Orçamento de Estado!!!

Anónimo disse...

Ao anónimo das 06:12 PM :

Qualquer coisa serve desde que desnude a pulhice dos políticos !

Mas, de preferência, um escandalozinho sexual... É sempre mais apreciado... E quanto mais escabroso, mais interessante !

Please... please...

Anónimo disse...

Escândalos sexuais: queres levar com exemplos de políticos nacionais, chupar casos de políticos regionais, ou mamar histórias escabrosas de políticos municipais e freguesicionais?


Sorry, "man"...

Anónimo disse...

Ao anónimo das 01:33 PM :

Faz assim, como dizem os "camones":

Gi'me your best (cum)shot !

Isto é, "amanda" tudo que tiveres...

Vai ser um "fartar vilanagem" !

david braga disse...

Estes bandalhos que vivem em condomínios privados o que é que percebem de segurança ?