quarta-feira, Setembro 23, 2009

Da série “Novíssimos mistérios do Universo – a estrelinha de Belém” [3]







Em 21 e 22 de Junho de 2008, Manuela foi entronizada e passa ao ataque como anuncia o luminoso Sol da semana imediata (28 de Junho): “PSD quer saber quais os custos das novas obras que o Governo se prepara para lançar…”

Curiosamente, na semana seguinte (edição de 5 de Julho), o mesmo semanário trazia várias referências ao estado de alma do Senhor Presidente da República sobre… o mesmo tema. Quem seria a fonte de Belém que passou esta informação ao Sol?

Logo, na semana seguinte, o mesmo semanário de 12 de Julho titulava “Sócrates às ordens de Cavaco. PM apressou-se a responder a Belém, em nome da cooperação estratégica.”

Quem foi a “fonte de Belém”? Adivinhem. Algo começou a mudar no dia da entronização. Depois da entronização, acentuou-se. Hoje, sabemos, pelo e-mail de Luciano Alvarez, que algo mais profundo estava em marcha desde o dia em que a senhora anunciou a sua candidatura à presidência do PSD.

11 comentários :

Anónimo disse...

Faz-se luz sobre as motivações.
O e-mail permite saber aquilo de que já se suspeitava: quem estava por trás.

Anónimo disse...

Será que Cavaco não lia os jornais?
Será que não sabia que havia uma fonte em Belém a passar coisa que só ele e o 1.ª ministro é que deveriam saber?

Anónimo disse...

Foi em 25 de Abril de 2008 que Paulo Rangel introduziu o tema da "claustrofobia democrática"?

Ou foi já em 2009?

Sinceramente, não me lembro.

Porque se foi em 25/04/2008, aí está mais um dado...

Anónimo disse...

O Lima funciona como aqueles agentes secretos que quando são apanhados, o chefe finge que não conhece. Isto tem um nome técnico. O Nuno rogeiro deve saber qual é.

Anónimo disse...

As páginas negras da democracia.

Anónimo disse...

É com muita pena que me sinto enganado ao longo de muitos anos por este senhor.

Anónimo disse...

A porcaria aqui ainda vai no principio...

Anónimo disse...

Um Presidente com reserva mental...
Garante das instituições?

Anónimo disse...

Um Presidente com reserva mental...
Garante das instituições?

Anónimo disse...

O que se percebe daqui é que o Sócrates até ouvia o Cavaco nas reuniões, mas o Cavaco não não estava minimamente interessado.

Só lhe interessava dizer, contar à fontezinha e gozar o prato.

´Para quem não perceba, este homem não andou só a gozar com o primeiro ministro. Andou a gozar com todos nós.

Anónimo disse...

Tudo em nome de um projecto de poder pessoal.

O Patrão em Belém e a Chefe de Gabinete em S. Bento.

Uma golpada!