terça-feira, Fevereiro 16, 2010

A palavra aos leitores

O leitor Cristiano S. Moura, frequentador assíduo das caixas de comentários do CC, costuma dizer exactamente o contrário do que eu escrevo. Raramente fundamenta o que quer que seja e lá vai ele todo catita à sua vida. Hoje, a propósito de o PNR ver em Pacheco Pereira um doutrinador do nacionalismo, Cristiano afirma o seguinte:
    Lamento imenso, mas não posso deixar passar mais uma mentira de Miguel Abrantes.
    Se não quiser publicar este meu post está no seu direito.
    Mas é absolutamente falso que Pacheco Pereira tenha alguma vez dito que o nosso sistema judicial estaria a desenvolver uma perseguição a Mário Machado. O que ele disse, e parece-me que o Miguel Abrantes o sabe muito bem, mas prefere mentir, é que a extrema esquerda, com todos os seus defeitos e radicalismos é muito mais "tolerada" em Portugal do que a extrema direita. Volto a dizer é UMA MENTIRA COMPLETA insinuar que Pacheco Pereira estaria contra o devido julgamento de Mário Machado pelos crimes de que é acusado.
    Lá por os socialistas adoptarem a táctica de dizer mal da justiça quando o pm é apanhado "com a boca no trombone" não é legitimo que se inventem este gênero de mentiras sobre um adversário politico.
Não costumo ter tempo para grandes polémicas nas caixas de comentários: ou escrevo posts ou fico à conversa nas caixas de comentários. Mas como hoje é Terça-feira de Carnaval, deixo ao persistente Cristiano (que nunca, que eu tivesse dado por isso, foi censurado no CC) este naco de prosa de Pacheco, entre tantos outros que poderia reproduzir:
    Tudo na longa manutenção de prisão preventiva de Mário Machado é estranho e aponta para razões puramente políticas, o que é inadmissível numa democracia.
Ficou esclarecido, Cristiano S. Moura?

8 comentários :

Anónimo disse...

Esta do Miguel Abrantes é melhor do que aquela imitação do adepto do Benfica por Ricardo Araújo Pereira.

Caro Miguel Abrantes,
15 a 0 para si e um abraço.

Continuem assim porque afinal o JPP com jeitinho até...

Anónimo disse...

O(s) sr(s) Abrantes persiste(m) em não querer compreeder que o Pacheco,ao dizer o que disse,não está a defender o Machado,mas tão só a democracia.A democracia tem de ser defendida à esquerda e à direita,pois temos visto que ela é ferida bastas vezes por qualquer das bandas. políticas.

Anónimo disse...

Este Cristiano é um verdadeiro pateta.

Anónimo disse...

Viva, sem conhecer o Miguel ou o Cristiano ou eventuais quezílias entre os dois, parece-me claro que o JPP opinou sobre terem sido todos libertados com acusações parecidas, excepto o cabecilha que foi escolhido como que para fazer de exemplo. Terá insinuado também que se fosse um criminoso de extrema-esquerda o tratamento seria diferente (o que eu não concordo) mas em qualquer caso permanece óbvio que para JPP sejam de que quadrante forem, todos os acusados devem ser julgados. Espero ter ajudado.
Cumps
tripamoura

Anónimo disse...

O que de facto é estranho é que com um CPPenal tão humanista que até assassinos confessos em esquadras não prende logo haja para o Manuel Machado um tão carinhoso trataemnto personalizado.Deve ser para não perturbar a nacionalização dos 45000 em 2009...
Mas por traidor o manuel machado não vai certamente passar...

Cristiano disse...

Nunca pensei vir a ter tanto destaque no cc. Pedia-lhe que visse melhor os seus famosos arquivos, pois não é verdade que raramente fundamente o que digo, procuro fazê-lo sempre. Se o Miguel acha que quem tem uma opinião diferente da sua, está á partida a cometer o "pecado" de não a fundamentar isso é um problema seu.
Sou de facto um leitor e "comentador" regular deste e de outros blogs, como o Miguel sabe já fui alvo de posts que não passavam de insultos gratuitos que o Miguel optou por publicar, ao mesmo tempo que não publicou algumas oipniões minhas. Está no seu direito, o facto é que eu nunca insultei ninguém e não espero que toda a gente tenha a mesma opinião que eu, mas mais uma vez cada um pensa como quer.
Quanto a esta questão em concreto, parece-me bastante ilucidativo. Depois do meu comentário á sua afirmação "...a gentileza que ele teve quando acusou o sistema judicial de estar a desenvolver uma perseguição ao nacionalista Mário Machado", o Miguel no seu fantástico arquivo, o que conseguiu encontrar foi uma citação de JPP acerca da prisão preventiva de Mário Machado. Ou seja a duração da prisão preventiva de alguém que tem a presunção da inocência uma vez que nada estava provado. Por muito que desteste a ideias politicas de Mário Machado parece-me que todos são inocentes até prova em contrário. Repito o que disse JPP nunca acusou a justiça de perseguição a MM. Respondendo á sua pergunta, sim estou esclarecido eo Miguel?

Anónimo disse...

Miguel Abrantes ainda perde tempo com Cristianos, Pachecos e Mários Machados?
Pérolas a porcos.

Anónimo disse...

O que leva uma pessoa a passar de controleiro a debitador de dislates?
Enfim...