terça-feira, junho 03, 2014

Perguntar não ofende


António José Seguro opôs-se, com veemência, à proposta de Assis de introduzir eleições primárias no PS (vídeo).

Álvaro Beleza admitiu a realização de eleições primárias, salvo para a eleição do «candidato a primeiro-ministro» (vídeo), mas achou-as inoportunas há um ano.

António José Seguro quer agora eleições primárias para a escolha do «candidato a primeiro-ministro».

Álvaro Beleza apareceu hoje a anunciar, antes de decisão dos órgãos competentes do PS, quem poderá constar dos cadernos eleitorais para a escolha do «candidato a primeiro-ministro».

Seguro e Beleza não deveriam, por uma questão de pudor, ser os dois últimos militantes do PS a poderem defender as eleições primárias, sobretudo para a escolha do «candidato a primeiro-ministro»?

5 comentários :

ESilva disse...

As primarias, a serem realizadas, têm de ser regulamentadas. O que existe, actualmente, é um regulamento eleitoral para a nomeação de cargos politicos. Não me parece que seja o caso, o de primeiro ministro. É desta forma que alguns que giram à volta de Seguro afirmam que as primarias são lá para julho, Setembro ou novembro. É isso mesmo que pensam. Lá para o natal, digo eu.

Anónimo disse...

Para empatar vale tudo.

Seguro tem sido o seguro de vida desta tropa que nos governa e se governa

Anónimo disse...

Seguro vai ficar nos anais da história...como o imbecil que ajudou a direita reaccionária a tomar de novo o poder e a acabar de vez com a democracia.
Convenhamos que não é uma posição na história agradável, mas é a que a mesma reserva aos cobrades.

Morgado De Basto disse...


O que a realidade comportamental da direção do PS nos vem mostrando nestas duas últimas semanas,é algo tão evidente como isto:A calhordice governamental contaminou os atuais dirigentes Socialistas!

Anónimo disse...

Seguro estará preocupado com o que poderá ir fazer depois de perder as eleições ( todas...)
Ou será que já tem uma tecnoforma à espera ? Não me parece.