domingo, outubro 26, 2014

Dilma

9 comentários :

arber disse...

Ela ganhou!
51% contra 49%.
PARABÉNS, Brasileiros!

Fernando Romano disse...

Saudemos esta vitória da esquerda!

Adelino Ferreira disse...

Pois... mas o Partido Socialista Brasileiro apoiou a direita.

Anónimo disse...

Valeu!!

A vitoria do povo sobre a classe merdiatica. Até a de cá com o inenarravel empregado Balsemão Daniel Oliveira a clamar por uma derrota da esquerda baseado nas falsidades e manipulações da Impre(n)sa de direita brasileira. Enfim faz aquilo a que esta habituado a fazer para sobreviver.

Anónimo disse...

Parabéns Brasil, ganhou a continuidade de uma trajectória, o equilíbrio de interesses e forças representativas, a aposta no cimento social.

Mas atenção o Brasil é um grande continente e mosaico em mudança, sujeito a enormes pressões da expectativa e da conjuntura. Necessita de uma mudança de politicas e de ousadas reformas do sistema politico, a par de reformas económicas e sociais, para as quais são difíceis a definição e os entendimentos. Grande desafio! Se Dilma der a guinada, se unir e realizar(com seus apoiantes de estatura, honestidade e coragem de por o brasil acima de interesses grupais)se conseguir, tem um lugar de gigante na historia

Anónimo disse...

A campanha do ódio, dos casos, da boataria, do domínio das televisões e da imprensa dominante, a instrumentalização da rua, a instrumentalização dos evangélicos que os há em todo o lado... e até a aliança oportunista de uma certa esquerda que está sempre pronta a levar a direita ao poder...
O Brasil deu uma grande lição!
Um pais enorme, com mais de 100 milhões de votantes e à hora certa já tinha os resultados eleitorais... sem os trambiques nem as dúvidas que normalmente vêm de grandes arautos da democracia.

Que grande lição...de democracia e desenvolvimento.

Chico Chicão disse...



PARABÉNS, GRANDE BRASIL!

Ganhaste muito mais ontem, do que se te tivesses sagrado campeão mundial de Futebol...

Rosa disse...



Bela foto!
Parabéns, Brasil!

Anónimo disse...

rumo à Venezuela