quarta-feira, setembro 16, 2015

Para os braços da troika, rapidamente e em força!
(a carta que revela que Passos incentivou, pressionou, conspirou…)


A carta de Passos Coelho enviada a José Sócrates, hoje divulgada pelo Público (cf. aqui e aqui), é um dos últimos actos da conspiração — montada pelo Presidente da República, pelo governador do Banco de Portugal, pelos partidos da direita e pelos banqueiros — para derrubar o anterior governo e justificar a entrada da troika, condição considerada indispensável pela coligação de direita para desmantelar o Estado Social, eliminar os direitos laborais e ir ao pote (incluindo as receitas da Segurança Social). Eis a carta:


    Confidencial

    Gabinete do presidente

    Senhor primeiro ministro

    Recebi hoje informação, da parte do senhor Governador do Banco de Portugal, de que o nosso sistema financeiro não se encontra, por si só, em condições de garantir o apoio necessário para que o Estado português assegure as suas responsabilidades externas em matéria de pagamentos durante os meses mais imediatos. Ainda esta manhã o senhor Presidente da Associação Portuguesa de Bancos transmitiu-me idêntica informação.

    Estes factos não podem deixar de motivar a minha profunda preocupação.

    Não desconheço que o Governo tem repetidamente afirmado que Portugal não necessitará de recorrer a qualquer mecanismo de ajuda externa e é certo que a competência pela gestão das responsabilidades financeiras do país cabe por inteiro ao Governo.

    Não disponho de informação sobre as acções e diligências que o Executivo estará a desenvolver para assegurar o cumprimento dessas obrigações. Porém, é do conhecimento público a situação do mercado que a República vem defrontando, desde há vários meses a esta parte, bem como o facto de o sistema bancário se encontrar sem acesso ao mercado desde há mais de um ano.

    Atenta a especial sensibilidade desta matéria e as gravíssimas consequências que decorriam para o nosso país de qualquer eventual risco de incumprimento, é essencial que o Governo garanta, com toda a segurança e atempadamente, adopção das medidas indispensáveis para evitar tal risco.

    Nestas circunstâncias, entendo ser meu dever levar ao seu conhecimento que, se essa vier a ser a decisão do Governo, o Partido Social Democrata não deixará de apoiar o recurso aos mecanismos financeiros externos, nomeadamente em matéria de facilidade de crédito para apoio à balança de pagamentos.

    Considerando a extrema relevância desta matéria, informo ainda que darei conhecimento desta carta confidencial ao senhor Presidente da República.

    Com os cumprimentos,

    [assinatura]

    Pedro Passos Coelho

    Lisboa, 31 de Março de 2011

23 comentários :

Anónimo disse...

Li a carta toda e não encontrei a parte em que passos coelho "exige" a intervenção da troika.

Anónimo disse...

Nao se ve qualquer exigencia na carta.

Ha sim uma descricao detalhada da situacao aflitiva em que o pais se encontrava a data.

Fernando Romano disse...

Mas há mais responsáveis... O PCP e o BE, especialmente o primeiro que sabia clarinho as consequências para "os trabalhadores e o povo" se alinhasse com os bandos - como alinhou - para trazer a troika e derrubar o anterior governo. Mas alinhou com eles, fizeram mesmo de lebre, ao lado dos soares dos santos e quejandos.

Aos seus votantes digo: ganhem juízinho e votem em António Costa, única atitude para mandar a quadrilha porta fora e recuperar a dignidade da nossa Pátria e o respeito pelos portugueses. Está também nas suas mãos a possibilidade de garantirmos em 4 de Outubro um governo patriótico e democrático. E isso só é possível votando em A.Costa (no PS).

RFC disse...

Os rabiscos de Pedro Passos Coelho representam o quê? Uma estrela cadente, ou um cometa? Um animal com orelhas arrebitadas, Milu o cão do Tintin?

1- Realismo fortuito: começa por volta dos 2 anos e põe fim ao período chamado rabisco. A criança que começou por traçar signos sem desejo de representação descobre por acaso uma analogia com um objeto e passa a nomear seu desenho.

2- Realismo fracassado: Geralmente entre 3 e 4 anos tendo descoberto a identidade forma-objeto, a criança procura reproduzir esta forma.

3- Realismo intelectual: estendendo-se dos 4 aos 10-12 anos, caracteriza-se pelo fato que a criança desenha do objeto não aquilo que vê, mas aquilo que sabe. Nesta fase ela mistura diversos pontos de vista ( perspectivas ).

4- Realismo visual: É geralmente por volta dos 12 anos, marcado pela descoberta da perspectiva e a submissa às suas leis, daí um empobrecimento, um enxugamento progressivo do grafismo que tende a se juntar as produções adultas.

LUQUET, G.H. Arte Infantil. Lisboa: Companhia Editora do Minho, 1969.

Anónimo disse...

coitado do pessoal da coligação. ficaram como o galego apanhado à má-fila pelos seguranças do PCP na festa do Avante; foi só um beijinho, nada mais. E também nada a que o paulinho não esteja habituado nas suas andanças pelo lusco-fusco.

Anónimo disse...

Cambada de aldrabões! a frase : "se essa vier a ser a decisão do Governo," não significa nada?

Anónimo disse...

"Se essa vier a ser decisão do Governo"?Significa, entre muitas outras negatividades, cinismo. E lata, muita lata.

Anónimo disse...

Carta confidencial? Lindo... se isto continua assim, o que ainda poderá vir a público!!?

Anónimo disse...

UM DISCURSO HISTÓRICO

Nunca me cansarei de ouvir, divulgar e incentivar outros a ouvir este discurso de Silva Pereira, no encerramento do debate sobre o PEC IV.
Verdadeiramente histórico e nunca tão actual como nos momentos de mentira e cinismo que vivemos.
Sempre que ouço este discurso pergunto-me: mas afinal quem queria e chamou a troika?!
Por isso peço sempre - ouçam bem o que Silva Pereira disse!
E por favor não se esqueçam quando forem votar.

https://www.youtube.com/watch?v=jQwARzWs5y8

Anónimo disse...

Os PáF não querem mais ouvir falar sobre quem chamou a Troika. Sintomático de que o assunto lhes 'queima as mãos'. É só voltar a ouvir o que disseram, há tempos, Lobo Xavier(CDS) e Pacheco Pereira (PSD)na Quadratura do Círculo. É só rever e ouvir o que disse Merkel, irritadíssima, no Parlamento Alemão: não me interessa se são socilaistas ou sociais democratas... não deviam ter chumbado o PEC ( citando de cor).
Tudo muito 'chato' para a Coligação de Direita!

Anónimo disse...

Lendo o livro daquele senhor jornalista, hoje director do jornal de direita, Observador- online (David Dinis), com o título "Os Resgatados",fica-se a saber que Sócrates se opôs desesperadamente à vinda da Troika e , na página 161, trancreve-se uma citação de Sócrates: "Eu da minha parte não estou disposto a governar com o FMI". Dizem os autores do livro que isto foi dito em "resposta a Passos Coelho que, numa entrevista ao Correio da Manhã,ABRIRA PORTAS A UMA INTERVENÇÃO EXTERNA".
Alguém pesquise essa entrevista que pode esclarecer um pouco mais os que ainda têm dúvidas sobre quem está a mentir.

Anónimo disse...

Na referida carta afirma isto: "Nestas circunstâncias, entendo ser meu dever levar ao seu conhecimento que, se essa vier a ser a decisão do Governo, o Partido Social Democrata não deixará de apoiar o recurso aos mecanismos financeiros externos, nomeadamente em matéria de facilidade de crédito para apoio à balança de pagamentos." e dps o PPD chumba o PEC IV que garantia precisamente o recurso a esses mecanismos!

Anónimo disse...

Abrantes, Tens um grave problema de ileteracia.

Anónimo disse...

Quem chamou a troika foi quem sabia perfeitamente quais as consequencias de chumbar o PEC IV e mesmo assim chumbou-o.
Fosse bom ou fosse mau, fosse seguido por mais ou menos PECs, tivesse mais ou menos austeridade, aprovar aquele PEC teria sido a atitude patriota. O governo, minoritário, podia muito bem ter sido derrubado depois. Quem fez questão de governar com a troika, quem se vangloriou de que o programa da troika era o seu programa, sabia perfeitamente que ter governado com o PECIV teria sido infinitamente melhor para o povo. Ah, mas depois não havia desculpa nem possibilidade de se fazer o que a direita há muito sonhava neste pais ( e conseguiu) : vender o pais a pataco e , o que não vendeu, entregou aos amigos "empreendedores" que vivem à custa dos impostos alheios.
Era a grande oportunidade para destruir de vez o estado social e fazer de Portugal um pais de neoliberaizinhos estatizados, a direita a mamar na teta do estado enquanto finge que do estado nem quer ouvir falar. Vampiros a sugar o pouco que resta deste povo.
A esquerda radical também sabia bem o que aí vinha. São tão culpados por estes 4 anos como o são a direita carroceira e gananciosa.

RFC disse...

Anónimo disse...
Abrantes, Tens um grave problema de ileteracia.
qui set 17, 09:23:00 da manhã

... ilEteracia, é?! Eh eh eh

Das duas, uma:
ou te chamas Duarte Marques,
ou andas nos copos, logo de manhã.

Júlio de Matos disse...


Amigos, não percamos mais tempo com palavras. Está tudo mais do que dito.


Passemos agora à ACÇÃO, contra toda essa cambada da... "ILETRACIA"!


DERRUBEMOS O TRAIDOR PASSOS FEDELHO NAS URNAS E ENXOVALHEMO-LO PELAS RUAS DE PORTUGAL! A ELE E A TODOS OS PALHAÇOS, HIPÓCRITAS, MENTIROSOS, FARSANTES E PULHAS QUE NOS DESGOVERNARAM E QUE ARRUINARAM A NAÇÃO NOS ÚLTIMOS QUATRO ANOS E MEIO!!!

Lufra disse...

No jornal Público só há analfabetos?

Teixeirado Porto disse...

Verdade e Mentira. Na verdade foi o PS que chamou o FMI, porque, os erros dos outros na governação deixam sempre ao seguinte a tarefa de emendar mas, é mentira que a culpa morra solteira.
Seria bom recordar a cronologia desde Mário Soares até a Passos.
Deixo aqui um link www.teixeiradoporto.blogspot.pt
Em Verdade & Mentira

Anónimo disse...

Quem trouxe a Troika? Evidentemente, quem chumbou o PEC IV. Quem preferiu a pior das duas soluções. Isto é,os protagonistas da vinda da troika, foram PSD, CDS, PCP,...

Anónimo disse...

Podia responder aos analfabetos que não sabem o significado de ILETERACIA, mas não vale a pena. o Abrantes sabe.

RFC disse...

Ó nharro, é com i.

Teixeirado Porto disse...

caros. Este espaço acho eu, é de liberdade e também deverá ser de slguma contenção, contida ao diálogo franco, aberto, verificando achegar por causa do alfabeto, erros ortográficos, a quem faz essa emendas-reparos pensem no seguinte: muitas mens ssos por telemóvel nao tem corretores de ortografia. Assim como todos temos espelhos em casa, tenham a paciencia devida. Acho que não aborreci muito

Júlio de Matos disse...



Ó Teixeira do Porto, não aborreces nada,

mas olha que essa tua carapuça serve na perfeição é à BESTA IGNORANTE E BURRA que chama analfabetos (a lata do bicho!) a quem o TENTA ensinar.


Tenta, mas desiste, pois a tarefa é impossível...