quarta-feira, julho 11, 2007

João Carreira Bom




Lembrando João Carreira Bom, despedido do Expresso pelo Dr. Balsemão:

21 comentários :

jorge c. disse...

Isto da claustrofobia é só para os outros.

Anónimo disse...

Convém não esquecer também o despedimento do mesmo Expresso do Joaquim Vieira, culpado de ter ofendido o amigo do patrão Joe Berardo. Nenhum jornalista protestou.

suzy disse...

Este patrão do Expresso anda para aí a falar de censura? Quais serão os CIFRÕES que estão em causa?

conspiração disse...

Não é preciso muito para montar uma campanha contra o Governo: O Expresso do militante n.º 1 do PSD, o comentador Marcelo, militante do PSD, o comentador Pacheco, militante do PSD e mais uns interesses económicos ressabiados. É só instrumentalização...

anúncio disse...

Tem problemas nos seus negócios? Escreva ao MENDES.

Garantia de sigilo - os jornalistas deixam passar.

anúncio disse...

NEGÓCIOS?
O MENDES NA OPOSIÇÃO É BOM.
COMO SERIA NO GOVERNO?

carácter disse...

O mendes é só carácter - honra sempre os seus compromissos...(remunerados?)

a censura dos interesses disse...

Interesses públicos e privados? Promiscuidades?

herói disse...

Será que a FIX quando escreveu ao Mendes já se estava a queixar ao novo herói e lutador antifascista?

silvia martins disse...

Uma nova táctica:
a) Se a sua empresa estiver a perder um negócio;
b) Se a sua comissão de serviço estiver a chegar ao fim;
c) Se não passar num exame ou a sua avaliação não se perspectivar muito boa -

Faça assim:
1) Fale mal do Governo;
2) Grite, diga palavrões sonantes;
3) Se não lhe baterem, bata em si mesmo e chore
4) Revolte-se.
5) Se ainda não conseguiu intimidar, escreva uns emails a muita gente
6) Queixe-se a alguns jornais cujos patrões estão mortinhos por falar de censura e mordaças
7) Queixe-se ao Mendes que parece que vai publicar um anuncio oferecendo um novo serviço.

* Uma nota - tenha cuidado com as vigarices e abanha da cobra porque se a pide estivesse mesmo activa o Mendes nunca conseguia publicar o anuncio nem os jornais dedicariam tanta página à censura.

jacinto leite disse...

Como será que o jornal do militante n.º 1 do PSD irá tratar a alegada interferência do líder da oposição na gestão de uma empresa para defender interesses de uma outra a que afinal parece que está ligado, apesar de dizer o contrário?

s. holmes disse...

Miguel, lê com atenção a notícia do DE. Lá pelo meio, de forma muito ao de leve, diz-se que Mendes PROTESTOU junto de Granadeiro. Será isto o mail da secretária ou houve mesmo mais: seria um TELEFONEMA?

emanuel sá disse...

Caro Abrantes,

Há um aspecto a que se tem dado pouca atenção e que merece uma maior reflexão.

O PSD tornou-se na nossa democracia um partido de boatos, insultos, insinuações e julgamentos de carácter. Ainda não parámos para analisar as últimas eleições em que o psd iniciou a era das campanhas negras.
Nás eleições para a Cãmara estamos a assistir a esta mesma deriva com insinuações e insultos.
Ao mesmo tempo, vamos vendo a falta de vergonha com que os seus dirigentes vão cometendo actos que, esses sim, são prenunciadores das piores suspeitas.
Este tema merece uma séria reflexão de todos nós. Porque não é apenas o desnorte de uma oposição que adere a qualquer coisa para superar a sua falta de assunto´. É uma oposição que aparece coligada, materialmente coligada, aos mais diversos interesses.
E quando os interesses, sobretudo os interesses económicos, vão bater à porta da oposição é porque não foram bem sucedidos na outra porta.
Quando temos um Governo que resiste e afronta os diversos interesses, eles vão apoderar-se daqueles que são mais fracos (eticamente mais fracos?).
Obrigado, Miguel, por nos proporcionar um espaço que não está ao serviços dos grandes grupos de comunicação social e por trás dos quais pululam outros interesses.

luis sousa disse...

Será que quando o PR no discurso do 25 de Abril falava da promiscuidade entre política e negócios se estava a referir a MMendes?

otario disse...

Não ha dia em que não apareça um nome do psd ligado ao submundo do crime. A MAFIA não fazia melhor, penso até que o psd poderá dar umas aulas nas nossas cadeias, ensinando como se consegue "vencer" na vida.
Á tempos foram as questões em Oeiras,está tudo calado.Aguardo que o Sr. Abrantes,traga novidades.Agora é mais uma vigarice que deve ser esclarecida.
O psd transformau-se num antrio de podridão, onde imperam esquemas de corrupção, tendo como lider e mentor o bokassa da madeira. Mendes segue-lhe os passos para não perder a liderança.

otario disse...

CENSURA

Os directores de informação e balsemão, receberam ordens do governo para não passarem noticias referentes aos negocios do M. Mendes na FIX.Acreditam?..
Alguém viu nos telejornais noticias sobre este caso?
Afinal quem exerce a censura?
Será o governo? Ou..toda esta camarilha de comentadores pagos,directores de informação, balsemão, Igreja catolica e afins?
Se não são eles, só se parte da casa civil da presidencia.

prof. mamadu disse...

Tem problemas no seu negócio?
Consulte o mestre Mendes.

ler os outros disse...

Oeiras, Lisboa, 12 Jul (Lusa) - A Câmara de Oeiras, accionista maioritária da Universidade Atlântica, pediu a uma "entidade externa" para realizar uma auditoria às contas do estabelecimento a partir de dia 20 de Julho, disse hoje à Lusa fonte da autarquia.

Na edição de hoje, o jornal Correio da Manhã revelava que Marques Mendes corre o risco de ter de pagar os descontos à Segurança Social referentes ao período em que desempenhou funções de presidente da EIA - Ensino, Investigação e Administração, empresa responsável pela gestão da Universidade Atlântica.

Marques Mendes recebeu em senhas de presença, mas uma acta da EIA, a que a Lusa teve acesso, fixou-lhe "remunerações ilíquidas mensais" de 750 contos (em moeda antiga), para 14 meses, o que, segundo o jornal, leva o Instituto da Segurança Social a admitir avançar com uma investigação para apurar os factos.

Segundo adiantou hoje à Lusa fonte da Câmara de Oeiras, a "gravidade das mais recentes notícias" levaram a autarquia a avançar com um pedido de auditoria às contas da Universidade a uma "entidade externa", um processo que será iniciado no próximo dia 20 e que "deverá demorar poucos dias".

A mesma fonte justificou o pedido com o facto de a Câmara possuir 41,31 por cento das acções do estabelecimento de ensino, sendo a sócia maioritária.

"O presidente [Isaltino Morais] não tenciona reagir por enquanto à notícia. Irá fazê-lo depois da auditoria, se houver necessidade disso", afirmou.


RYC/ MSP.

Lusa/fim

ler os outros disse...

Não consigo entender como...
...é que tantos jornalistas, inclusive de esquerda, conseguem apoiar um documento que, entre outras coisas (incluindo uma imaginária "ofensiva contra a liberdade de imprensa"), se opõe às medidas contra a concentração dos média (o que só pode interessar aos tycoons da indústria) e à institucionalização de um mecanismo de autodisciplina profissional para sancionar as mais graves infracções deontológicas (o que só pode interessar ao rebotalho da profissão).
Ele há coisas estranhas, não há?!
[Publicado por vital moreira] 12.7.07

Anónimo disse...

O Vital Moreira acha muita coisa estranha.
Só não estranha a pirueta que deu na vida: de comunista convicto a neo-liberal convencido.

otario disse...

Ocordou a tempo de ver tanto oportunismo e o denunciar.
É sempre bem vindo ao mundo real.