domingo, maio 03, 2009

E o BE a passar entre os pingos da chuva¹


O “rapaz loiro entre os 16 e os 22” segundos



Ontem, foi um dia atribulado na Soeiro Pereira Gomes. O PCP adiou tanto quanto pôde pronunciar-se sobre as agressões de que foi vítima Vital Moreira. O próprio Carvalho da Silva parece só ter sido autorizado a “lamentar” os acontecimentos quando Francisco Lopes, em nome do PCP, o fez também.

O que é espantoso no meio de tudo isto é que Miguel Portas fez uma declaração de condenação das agressões (insinuando, tal como Carvalho da Silva, que haveria razões para tais comportamentos) e depois o Bloco de Esquerda remeteu-se ao silêncio mais absoluto.

Através do Twitter, soube-se que as imagens da RTP captam, no meio dos acontecimentos, um “rapaz loiro entre os 16 e os 22” segundos, que se chama Délio Figueiredo e é dirigente do Bloco de Esquerda, tendo sido candidato a deputado em 2005.

Se se confirmar o que corre no Twitter, o Daniel Oliveira não deixará certamente de acrescentar um parágrafo a este post.

__________
¹ Vital Moreira atribui a responsabilidade pelas agressões às brigadas Brejnev. Talvez se tenha esquecido das brigadas Trotsky e das brigadas Enver Hodja.

7 comentários :

Ana Paula Fitas disse...

Tomei conhecimento da notícia do twitter a que alude, sábado à tarde, pelo 5 Dias; além disso, na primeira intervenção sobre o caso, durante a tarde do 1º de Maio, Miguel Portas não foi tão peremptório na condenação dos factos como o foi, em declarações posteriores (o que refiro no post "A Esquerda, Reaccionária?!")... Assim, além da evidência da força política em que se enquadram os que gritaram "traidor", se a história do "rapaz" se confirmar, o caso torna-se ainda mais significativo...

aviador disse...

Então não esqueçamos as brigadas Ferreira Leite.
Não podem ser desprezadas!
Temos de as ouvir.
Tb são a Voz do Povo, ou não?

um bloquista disse...

Depois do que aconteceu a VM, a indignação cresceu em mim de tal ordem, que vai levar a votar no PS.

Sectarismo, intolerancia e arruaceirismo, não cabem na minha forma de vida.

silenciodospoetas disse...

Escumalha de bufos.

Miguel Abrantes disse...

Ó poetas, isso não rima.

silenciodospoetas disse...

o arruaceirismo da bófia democrática contra os operários cabe perfeitamente na forma como certa gente vê a vida. já se é um político ou outro canalha a ser alvo de violência está o caldo entornado. há muitas marinhas grandes! a indignação da classe média é puro coro de galinheiro. só uma classe tão decadente para conseguir falar sem se rir logo a seguir da sua irrisão.

Anónimo disse...

Caro senhor agente, não é dirigente do BE.