domingo, janeiro 29, 2012

Está bonita a festa, pá [13]







Que há divergências entre o cavaquismo e o neoliberalismo dos estarolas já se sabia. Mas agora as coisas estão ao rubro, a ponto de, segundo se lia ontem no Expresso, o PSD, através de “um alto responsável da maioria”, dizer querer ajudar Cavaco “a terminar o mandato com dignidade”.

O colossal estampanço de Cavaco na semana passada levou os estarolas a atirarem-se a ele sem contemplações. A reacção de Cavaco, bem ilustrada nas manchetes do Expresso (ontem) e do Público (hoje), revela que a coisa promete.

Apesar de termos um governo que aposta tudo na destruição do “modelo social e económico construído após o 25 de Abril”, é possível confiar no spin cavaquista, quando o Presidente da República já disse tudo e o seu contrário e preparou meticulosamente a queda do anterior governo (que nos atirou para a situação actual)? Afinal de contas, que quer o cavaquismo: Aguardemos pelos próximos episódios.

6 comentários :

Paulo Saldanha disse...

Expresso e Público é tudo farinha do mesmo saco.

E que saco bolorento e pútrido, tal qual como o país.

O que se passa entre Belém e São Bento são meras guerras de alecrim e manjerona, mal mal cheirosas.


Tanta m***a fizeram que desprestigiaram a democracia, a começar no BE e a acabar no CDS.

Puta que pariu a todos.

Anónimo disse...

Mas quem será MF se a obsessão de Gaspar pela austeridade se tornar um empecilho? Quem poderá fazer a ponte entre o passismo e o cavaquismo?

O tropical adiantado mental, já SENEC via marioneta Brites (viram a meia hora de tempo de antena na RTPN ontem? …)? O eléctrico homem das metáforas púbicas? O careca do multibanco? Outros?

Parece ser cada vez mais claro que robot Gaspar não percebe o real impacto das suas folhas Excel… já nem o FMI alinha nesse fanatismo. Fome e miséria não apoquentam Gaspar!

Anónimo disse...

Até que não seria má ideia os sociais democratas que ainda existem lá no partido forçassem estes ultra liberais(PPD's) do (des)Governo a emigrar a grande velocidade,já que o nosso (in)Seguro para isso parece não servir.

Anónimo disse...

Bom bom era aquele saco de gatos com m**** que é o PPD-PSD implodir de vez e desaparecer do panorama politico para sempre.
Um partido que dá á luz todos os anos a maior quantidade de vigaristas e escroques per cápita não pode continuar a fazer pouco do povo portugues

ZéBonéOaparvalhado disse...

O Dr. Anibal só funciona e mal - quando leva a "arrastadeira" com ele - a "arrastadeira" é que é a "Presidenta"

ainda vou propor ao "Copolla" para fazer um filme sobre esta personagem.

Fazem, realmente, um bom par de jarras.

"O Marido de Presidenta" a estrear no Odeon

Eu pago para vêr - sessões à noite? é casa cheia,

Anónimo disse...

Guardiões da Democracia, soldados do Estado de Direito, acordem. Não há nada, repito, NADA mais a esperar de Cavaco. É um inútil e um cobardola. Semre o foi, cada vez mais o será! Aliás, a Presidência da República, nos próximos quatro anos (se o sonso não morrer antes...), nem sequer será um verdadeiro centro de Poder, mas um antro de marionetas e inimputáveis que fingem ter ainda alguma influência nos acontecimentos, mas a quem já ninguém confere a mínima credibilidade.


De Belém nunca virão quaisquer soluções para o nosso Futuro próximo. E do PS/Novo Ciclo (ou «Tempo Seguro»...) TAMBÉM NÃO!


A Ilhota de Giglio está a menos de 150m. Mãos à obra, se queremos evitar o desastre iminente. O PS tem de acordar da letargia e iniciar, ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS, um verdadeiro novo ciclo, com outras pessoas, outro discurso e outra atitude política, se é que ainda pensa ser Poder em Portugal no contexto democrático atual.


Porque se a Democracia e os democratas não conseguirem salvar o País, o País também não conseguirá salvar a Democracia!


A bola está do lado do PS são, não de Belém. Que ninguém se iluda, nem adormeça em serviço...