quinta-feira, julho 10, 2014

Intrujão empedernido

A direita não perdoa a José Sócrates a redistribuição da riqueza que permitiu uma redução da pobreza. O relatório encomendado pelo Governo à OCDE, embora feito à medida dos interesses dos estarolas, não pôde omitir este progresso: «Entre 2007 e 2011, Portugal experimentou o segundo maior declínio nas desigualdades de rendimento, medidas pelo coeficiente de Gini

Ora Passos Coelho aproveitou a apresentação do relatório da OCDE para chamar a si os louros desta melhoria: «Portugal conseguiu abrandar os efeitos da crise na população mais desfavorecida», pelo que «a taxa de pobreza diminuiu».

Acontece que os dados mais recentes do INE (de Março) confirmam que a pobreza se reduziu com José Sócrates e se agravou com a direita no poder:
    • A taxa de pobreza subiu para 18,7% em 2012, o valor mais elevado desde 2005 (ano em que Santana & Portas perderam as eleições);
    • A intensidade da pobreza aumentou para o valor mais elevado das últimas duas décadas (27,3%), o que significa que o rendimento das famílias que estavam abaixo do limiar da pobreza é ainda mais baixo do que era antes;
    • A situação dos portugueses em privação material severa tornou-se entretanto ainda mais grave (10,9% em 2013, quando era de 8,6% em 2012);
    • A assimetria na distribuição dos rendimentos entre os grupos da população com maiores (20% mais ricos) e menores (20% mais pobres) recursos aumentou, passando de 5,8 em 2011 para 6 em 2012;
    • De resto, os rendimentos médios das famílias recuaram para valores anteriores aos de 2007.

Um sujeito, como Passos Coelho, que aldraba com esta desenvoltura é capaz de tudo.

Fontes: i e Expresso Diário.

10 comentários :

arebelo disse...

Que mais será preciso para meter ente emplastro no Guiness das aldrabices?E já agora epara não separar os bem casados, e o inSeguro na representação dos cobardolas

Anónimo disse...

Os portugueses, manipulados pela comunicação social, colocaram no poder um charlatão da pior espécie.

Morgado De Basto disse...


Charlatão? Aldrabão? Mentiroso compulsivo? Meus caros,por muito que nos custe,no Cardápio dos qualificativos,adjetivos ou outros,não consta nada que,com rigor,nos ajude a caraterizar alguém tão desqualificado e rasteiro!

ignatz disse...

se o gajo diz que vai repor os cortes do sócras, é natural que assuma a taxa de pobreza do governo anterior. se aprendessem dialética do quimbo de massamá, compreendiam o moço sem necessidade de tradução. bora lá bóbi que já indrominámos mais uns otários.

Anónimo disse...

Grande farsola!!!

Anónimo disse...

quantas paginas do correio da manha? quantos debates e discussão daria toda a matéria que se conhece deste grande mentiroso charlatão?quantos programas especiais e manifestações seriam convocadas? aonde anda a oposição? para que serve a comunicação social? que pantanal este país! que vergonha a impunidade desta gangue, vou vomitar

Anónimo disse...

O estafermo não disse que só sairiamos disto empobrecendo? O problema é que, também aqui, este estafermo e imbecil mentiu : empobreceremos sim, para NUNCA MAIS sair disto.
Esse é que sempre foi o objectivo desta gentinha desqualificada.
Imbecil povo que foi atrás de uma quimera...

james disse...

E o outro é que era o Pinóquio.

Anónimo disse...

Redistribuição da riqueza? Sim, porque Portugal vivia numa prosperidade imensa nos tempos do Eng. Sócrates.
Os senhores deviam eram ter vergonha. Dizer que Sócrates redistribuiu a riqueza: pois redistribuiu, para os amigos!
Vocês são igualzinhos ao PSD: manipulam a informação como muito bem querem, como se vê neste blog.Devem achar que enganam alguém.
Passos Coelho e Sócrates, assim como o PS e o PSD, são os grandes responsáveis pelo estado do país e deviam ser responsabilizados criminalmente. Mas custa-vos admitir que o querido engenheiro foi quem começou isto tudo, e o irmão Passos Coelho continuou.
Que tristeza.

Luis Lopes disse...

Me engana queugosto.