terça-feira, julho 01, 2014

O SNS não passa pelo crivo do Tribunal Constitucional


O Observatório Português dos Sistemas de Saúde (OPSS) publicou o Relatório de Primavera, que já vai na 15.ª edição. O OPSS sintetiza em três palavras — que puxa para a capa do relatório — a forma como o Governo encara o efeito da crise na saúde: «síndroma de negação».

Se o OPSS já alertava, no relatório de 2012, para um «país em sofrimento», com indícios de racionamento que estaria a dificultar o acesso dos portugueses a cuidados de saúde, e, no de 2013, fazia alusão às «duas faces da saúde», confrontando a «versão oficial» com dados e estudos disponíveis sobre a «experiência real das pessoas», agora o OPSS volta a apontar o dedo à «existência de dois mundos», aquele que é «o oficial, dos poderes, onde, de acordo com a leitura formal, as coisas vão mais ou menos bem, previsivelmente melhorando a curto prazo» e o chamado mundo da «experiência real das pessoas».

O que está a passar-se no Serviço Nacional de Saúde é demasiado arrepiante. Alvo de uma metódica destruição, espanta que a oposição faça de conta que não vê o que está a acontecer sob o nosso olhar. A par da expansão do sector privado, observa-se que estão a ser deixados ao abandono todos aqueles que não têm posses para encontrar uma alternativa aos crescentes constrangimentos do SNS.

O Relatório de Primavera de 2014 está disponível aqui, havendo uma síntese elaborada pelo Público. Vale a pena também ver a entrevista dada ontem pelo Prof. Adalberto Campos Fernandes à SIC Notícias.

5 comentários :

Anónimo disse...

ASS do PS, na TVI24, a usar o discurso da direita fanática (ver insurgente) ao dizer que gostaria que Portugal fosse um país capitalista a sério, dando como exemplo os EUA quando nos EUA os maus exemplos que ele deu de Portugal são elevados ao cubo.

O PS é só Paulos Bentos do socialismo.

http://www.tvi24.iol.pt/politica/augusto-santos-silva-comentario-comentadores-tvi24/1562491-4072.html

João.

ignatz disse...

oh de cima! és mesmo burrinho, o santos silva não fez apologia do capitalismo, disse, isso sim, que como liberais poderiam ser sérios e competentes como os americanos, mas nem isso são.

Conde de Oeiras e Mq de Pombal disse...


Coitaditos, não percebem nada de nada.


INÚTEIS!

Anónimo disse...

Anónimo das 02:30, tens algum problema cognitivo ou dificuldades em perceber português? Não foi nada disso que ASS disse. Vai lá ouvir o programa de novo, desta vez com atenção, está bem?

Anónimo disse...

ASS é dos poucos comentadores da nossa praça que tem um pensamento honesto que assenta no verdadeiro socialismo democratico e em que Socrates é parte integrante.