segunda-feira, agosto 25, 2014

Espada contra o Capital

O Capital no Século XXI de Thomas Piketty tornou-se o livro mais vendido da Amazon. Paul Krugman considerou-o «o livro da década». Com a direita, designadamente a norte-americana, paralisada face às conclusões de Piketty, João Carlos Espada saltou hoje para a arena e em duas penadas desmontou O Capital no Século XXI, valendo-se de «o (a mais do que um título) saudoso Ronald Reagan». O mesmo Reagan que, conjuntamente com Thatcher, impôs a desregulação dos mercados, que esteve na origem da maior crise internacional dos últimos 80 anos.

8 comentários :

Anónimo disse...

Parecem dois inspectores da PIDE.

Anónimo disse...

A grande miséria da direita é a baixa qualidade dos seus intelectuais. Podem disfarçar durante um tempo, mas depressa tiram a máscara.

Anónimo disse...

Diz-se que os intelectuais de direita estão a saltar fora do armário nos ultimos 3 anos, mas francamente, se isto é o exemplo que têm para oferecer mais valia terem continuado fechados a 7 chaves e que alguém derretesse a chave na cratera de um vulcão em actividade.

Anónimo disse...

Nao os desculpem e menorizem dizendo que eles, como intlectuais, tem baixa qualidade. Ate sao de alta qualidade e eficazes.

RFC disse...

Essa tirada é de alguém que viu a sua juventude fugir + do que sobre chorosas saudades do Ronald Reagan, até porque o João Carlos Espada tem idade + do que suficiente para ter vivido efervescentemente os mandatos do actor americano.* Ainda há dias, Jon Stewart recuperou umas imagens da época para desmontar o *argumento* da parafernália mediática dos neo-conservadores americanos que criticavam, azedamente aliás, a agenda presidencial de Obama que, alegadamente, não foi lesto na reacção contra a Rússia aquando do abate do avião da Malaysia Airlines, na Ucrânia. O que as imagens da época mostravam, afinal, era que o Reagan estava no rancho e não quis interromper as suas sagradas férias durante os quatro dias seguintes. Em ambos os casos é da propaganda que se trata, mas nota-se que o JCE tem saudades do seu tempo (sublinhado, please: e é isso que diz muito sobre as suas actuais capacidade intelectuais quando escrevinha no P. doses semanais de banalidades para gáudio geral). E isso não é bonito de se ver, parafraseando o VPV.

* A malta de fraldas dos blogs direitolas, salvo uma ou outra excepção, sabe apenas o bêabá dos flocos de aveia.

ECD disse...

O que mais me chateia, sobretudo numa época em que há tanta gente de qualidade aos caídos, é que o Espada seja pago para escrever banalidades.

Todavia, vendo bem, como Angus Hudson, mordomo "canino" dos Bellamy, recebia salário para servir, JCE recebe pelos serviços prestados à causa, globalmente, dos actuais Bellamy.
Apesar dos "clubs"* de que é sócio joao Carlos Espada não deixa de ser uma especie de "caseiro".

Ver "clubs" do JCE em, pags 34-35, do cv:

http://www.iep.lisboa.ucp.pt/resources/Documentos/Instituto/Corpo%20Docente/JCE%20FULL%20CV%20ENG.pdf

Unknown disse...

É triste ter como grande ídolo presidencial americano o actor Reagan. Algo como o maçães gostar do Tea Party, extremamente deprimente.

Bernoully disse...



joao carlos espada ? quem é ?