segunda-feira, janeiro 26, 2015

José Rodrigues dos Santos,
impróprio para o serviço público de televisão

19 comentários :

Anónimo disse...

Vi e sim, também achei uma vergonha. Uma das coisas que temos de fazer em Portugal, é acabar com uma elite fascista, que diz ser contra o Estado, mas que está no Estado a receber os mais altos ordenados, ao mesmo tempo que propagandeia os "ideais" fascistas/neoliberais.

José Rodrigues dos Santos, o Grande Profeta Lusíada islamófobo, é um deles.

Anónimo disse...

E como foi giro ver a Cristininha a correr em socorro do orelhas!...
Tudo igual.

Anónimo disse...

Um ignorante com a mania que é culto (ou melhor, que para o nível intelectual dos leitores dos seus livros plagiados, é um verdadeiro génio), cuja carreira assenta toda em um momento de pura sorte (e vários de pura sabujice):

estar no "graveyard shift" aquando do início da Tempestade no Deserto.

Lembrarei sempre o dia em que, após uma reportagem sobre uma passagem de modelos plus-size, JRS termina o Telejornal com a frase "um final... com chicha!". Num país a sério, uma TV pública que se assume inspirada no modelo BBC não teria como "figura de proa" na informação tamanha besta. Diz muito, quer do país, quer da TV pública...

Júlio de Matos disse...



Como é que ainda sobra pachorra neste País para ver e ouvir estes bandalhos todos é só o que me espanta (e bastas vezes avergonha...)!

Anónimo disse...

o que era bom era ver os deputados e convidados do PS fazerem o mesmo em vez de adoptarem uma postura a maior parte das vezes cobarde e mole perante a imprensa mmais reaccionariada Europa.O ultimo socialista a serio foi Socrates e antes dele Mario Soares, o resto são uma cambada de moles e cobardes.

Fernando Romano disse...

Um malandrozito, um provocadorzito. A fazer lembrar antigos enviados especiais da RTP do tempo do salazarismo. Um merdas! Causa vómitos. Oportuna, a intervenção de JMBeleza.

Xiça Penico disse...

A cristininha amiga do 44. É essa, não é ???

Rosa disse...



Parecia ter comido alguma coisa que lhe fez mal! Que ar de enjoo...nem conseguiu disfarçar...

Anónimo disse...

Lamentável! E o Rodrigues orelhas na Grécia sempre com um ar de calamidade e desgraça sempre que falava na possível maioria da "extrema esquerda radical". Parecia que estava a falar num grupo terrorista qualquer.

Infelizmente temos JRSorelhas em todos os canais, jornais e sites da net! Sempre prontos a manipular e enganar este já de si povo estupidificado.

Anónimo disse...

O José R Dos Santos parecia um fanático militante do Nova Democracia. Notou-se e não disfarçou, o contente que ficou ao dar a notícia que o Syriza não teria a maioria absoluta. Faltavam dois deputados!!!

Mas do espetáculo,m gostei de o ver atrás das piscinas, para ajudar a aurtoridade tributária lá do sítio. Ao cuidado da Mª Luis: o gajo dava um bom inspetor das finanças. Não havia alguidar com água, que não desse em tanque olimpico....

E ainda bem que há Syriza. Je sui grego.

FGC disse...

Imagino que esta malta que aqui se insurge é tudo Charlie

Anónimo disse...

Eu comprei e deitei fora o livro "A Filha do Capitão". A estrutura mental das frases e o seu enquadramento espacial e mental fez com que tivesse tomado essa atitude. Cheguei a escrever para a Editora que nada me disse. Foi pena eu ter deitado 25 Euros para o lixo e pessoas amigas informaram-se que esse nem é o pior livro dele, safa!.

Anónimo disse...

Um filho da puta é sempre um filho da puta, sejamos charlie ou não.
Ninguém o quer impedir de falar, mas quando esse imbecil que se faz passar por jornalista faz merda, acho bem que haja quem os tenha no sitio para lhe chamar a atenção, em directo então ainda melhor.
Já agora, amiga do 44 porque? Só porque fazia com ele o comentário de domingo, com um ar de enjoô e raiva que mal conseguia disfarçar o tempo todo? Com amigos desses quem precisa de inimigos, mas é bom saber o estigma que é colocado nas pessoas por estes fascistoides de merda que aqui vêm escrever imundices sobre alguém, só porque se cruzou no passeio com Socrates.
Ide levar na peida.

Gungunhana Meirelles disse...

Muito interessante a noção de que insultos [*] dirigidos à Alemanha e aos alemães seriam uma espantosa novidade nunca antes vista...

Que mundo este de sonâmbulos em que vivemos!
__________________________

[*] E, já agora, calúnias e falsidades históricas, para já nem falar em linchamentos e violações em massa?...

Gungunhana Meirelles disse...

Note-se aliás que a citação que o Pureza faz do Rodrigues dos Santos («eram todos paralíticos») é falsa. Compare-se com o que foi realmente dito:

http://www.ptjornal.com/sociedade/2015/01/26/video-rodrigues-dos-santos-criticado-na-rtp-apos-reportagem-na-grecia.html

Outra aldrabice descarada do Pureza é aquela de não estarem presos gregos, mas apenas alemães, pelo escândalo de corrupção dos submarinos. Compare-se (por exemplo) com:

http://en.wikipedia.org/wiki/Akis_Tsochatzopoulos

«Akis Tsochatzopoulos (...) was sentenced to the maximum penalty of 20 years incarceration».

Isto é duma deselegância... duma impureza...

Anónimo disse...

É de rir até às lágrimas, agora os xuxas são todos gregos esquerdistas e amigos dos homofóbicos e racistas. O mundo está mesmo louco!!

Anónimo disse...

O Pureza é o 2º maior embaraço da universidade portuguesa, só superado pelo boaventura

Guilherme Proença disse...

Comentário à parte: "Je suis Charlie" é a defesa da liberdade de expressão e de imprensa. Não é a defesa do mau jornalismo, do falso jornalismo, da opinião mascarada de atualidade, da incompetência disfarçada de rigor. Já que o jornalismo não se auto-critica, só tem a ganhar em ser criticado.

Aurora Aroraa disse...

Um grande fascista,do século 21 e ainda paga-mos para o ter na rtp incrível situação,um Homem que rejeita a pobreza de PORTUGAL como fez o SALAZAR