terça-feira, dezembro 12, 2006

Tentações da carne

Pinochet [via 2+2=5] e o beato Josemaría Escrivá [aqui], fundador do Opus Dei, são os dois doutrinadores do liberalismo lusitano?

9 comentários :

Plutão disse...

Para quem não saiba, o presidente do Chile derrubado pelo golpe militar liderado por Augusto Pinochet chamava-se:
SALVADOR ISABELINO DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESUS ALLENDE GOSSENS
E esta, hein?!

Anónimo disse...

Essses gajos do Insurgente são garbosos fachos. O resto é fumaça.

Anónimo disse...

advogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estadoadvogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estadoadvogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estadoadvogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estado
-----------------------------------Este é o único corporativismo defendido pelo Miguel!

Anónimo disse...

Será que algum advogado pôs os ditos a este gajo??? Pois, não recebem ordenados do estado!!! Não têm reformas ou subsídios de desemprego pagos pelos erário público!!Será que algum advogado pôs os ditos a este gajo??? Pois, não recebem ordenados do estado!!! Não têm reformas ou subsídios de desemprego pagos pelos erário público!!! Prestam serviços gratuitos de assistência jurídica!!! e ainda têm que aturar imbecis, incompetentes que, na faculdade, lhes pediam o ponto para copiar, e agora se armam em pessoas importantes!!!!!.....O Imbecil que faz estes comentários, deve ser dos tais!!!-. Se queres ser advogado, vem para cá!!!! Não há numero clausulus, mas também não há mordomias, ordenados certos etc etc etc...... Deve ser algum MP pelo nível ou falta dele que demonstra!! Estes só falam ás escondidas!!! E não querem chatices...
O Advogado do Diabo

Anónimo disse...

Nem tudo vai mal nesta nossa República (Pelo menos para alguns) Com as eleições legislativas de 20/Fevereiro, metade dos 230 deputados não foram eleitos. Os que saíram regressaram às suas anteriores actividades sem, contudo saírem tristes ou cabisbaixos. Quando terminam as funções, os deputados e governantes têm o direito, por Lei (deles) a um subsídio que dizem de reintegração (coitados, tem de voltar para esta selva que é a luta pelo pão de cada dia nos seus antigos lugares de administração ou de profissionais liberais tão mal pagos, como sabemos):
Um mês de salário (3.449 euros) por cada seis meses de Assembleia ou governo.
Desta maneira um deputado que o tenha sido durante um ano recebe dois salários (6.898 euros). Se o tiver sido durante 10 anos, recebe vinte salários (68.980 euros). Feitas as contas e os deputados que saíram, o Erário Público desembolsou mais de 2.500.000 euros!
No entanto, há ainda aqueles que têm direito a subvenções vitalícias ou pensões de reforma (mesmo que não tenham 60 anos!). Estas são atribuídas aos titulares de cargos políticos com mais de 12 anos. ( Segue Lista )
Entre os ilustres reformados do Parlamento encontramos figuras como:
Almeida Santos........................ 4.400, euros;
Medeiros Ferreira..................... 2.800, euros;
Manuela Aguiar......................... 2.800, euros;
Pedro Roseta............................ 2.800, euros;
Helena Roseta........................... 2.800, euros;
Narana Coissoró . .................... 2.800, euros;
Álvaro Barreto........................... 3.500, euros;
Vieira de Castro..........................2.800, euros;
Leonor Beleza . ........................ 2.200, euros;
Isabel Castro............................. 2.200, euros;
José Leitão................................ 2.400, euros;
Artur Penedos............................1.800, euros;
Bagão Félix............................... 1.800, euros.
(Vêem? Tadinhos destes "desconhecidos", que se não fosse esta esmola estavam a comer na Mitra)
Quanto aos ilustres reintegrados , encontramos os seguintes:
Luís Filipe Pereira 26.890, euros / 9 anos de serviço;
Sónia Fortuzinhos 62.000, euros / 9 anos e meio de serviço;
Maria Santos 62.000, euros /9 anos de serviço;
David Justino 38.000, euros / 5 anos e meio de serviço;
Ana Benavente 62.000 , euros / 9 anos de serviço;
M.ª Carmo Romão 62.000, euros / 9 anos de serviço;
Luís Nobre Guedes 62.000 , euros / 9 anos e meio de serviço.

Paulo Pedroso 48.000, euros / 7 anos e meio de serviço (e ainda vamos ver se não vai receber indemnizações pelo processo Casa Pia);

A maioria dos outros deputados que não regressaram estiveram lá somente na última legislatura, isto é, 3 anos, o suficiente para terem recebido cerca de 20.000, euros cada !
É ESTA A CLASSE POLÍTICA QUE TEM A LATA DE PEDIR SACRIFÍCIOS AOS PORTUGUESES PARA DEBELAR A CRISE.

Anónimo disse...

advogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estadoadvogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estadoadvogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estadoadvogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estado

Anónimo disse...

Volto a repetir mais abaixos e para o génio que acima abusou dos pontos de exclamção, fiquei a saber que os anónimos deste blog são uns cobardes excepto ele pois no site da oa podemos facilmente identificar o advogado do diabo, sem mais comentários...

advogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estadoadvogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estadoadvogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estadoadvogados-deputados ps-orçamento de estado-advogados-deputados ps-orçamento de estado

magistrado malandro disse...

Aqui neste site poderão ver as chorudas reformas de juízes e magistrados, mas que REFORMAS, para quem pouco fez ao longo da vida profissional, é demais. O estado em que a (in) justiça está, nem direito à reforma deveriam ter.

Anónimo disse...

A propósito de chorudas reformas:

ANIBAL CAVACO SILVA
Actualmente recebe três pensões pagas pelo Estado, distribuídas da seguinte forma:
¤ 4.152,00 - Banco de Portugal.
¤ 2.328,00 - Universidade Nova de Lisboa.
¤ 2.876,00 - Por sido primeiro-ministro.
Podendo acumulá-las com o vencimento de P. R. !

Porque será que, o Expresso, o Público, o Independente, o Correio da Manhã e o Diário de Notícias , não abordaram este caso, mas trataram os outros conhecidos, elevando-os quase à categoria de escândalos, será que vão fazer o mesmo que fizeram com os outros???