terça-feira, novembro 18, 2008

O regresso da casta do saber oculto



Manuela Ferreira Leite lançou uma proposta digna de registo. Para assegurar que o país é metido na ordem, quer seis meses sem democracia. É claro que a Dr.ª Manuela se esqueceu de um pormenor: até em estado de sítio ou de emergência, a democracia continua viçosa e, mesmo nesses casos, a situação de excepção não pode ter uma duração superior a 15 dias.

Mas não precisa a Dr.ª Manuela de desesperar. Há uma saída para a concretização da sua proposta: a revogação da Constituição de 1976 e o regresso à constituição de 1933, que permitiu a um homem igualmente céptico quanto ao regime democrático suspendê-lo durante quase 40 anos.

Se a Dr.ª Manuela não conseguir essa revogação, há uma outra saída: convencer alguém a fazer um golpe de Estado. Vai ver que, depois, ninguém a critica por silêncios ou declarações. Poderá então governar aconselhada exclusivamente pelos sábios: Pacheco Pereira, Graça Moura e Marcelo (nos intervalos lúcidos).

2 comentários :

Anónimo disse...

a manelinha e o anibal sao produtos mal reciclados do fassismo.

os bastardos disse...

Excelente post.

Alem das personagens cinzentas que refere, ainda temos, os louças, os jeronimos e para terminar o alegre.

Com todo este leque de "celebridades", que nada gostam da nossa democracia, faziam uma UN à imagem dos seus interesses.Aposto que se dariam optimanente, dividindo entre si os despojos sugados ao povo.