domingo, junho 08, 2014

A guerra em curso

O Expresso e o Deutsche Bank organizaram um conferência intitulada Portugal Próspero. A propósito do evento, o semanário convidou nove individualidades a responder à seguinte pergunta: do que precisa Portugal para ser próspero?

Veja-se a resposta de António Pinto Leite, advogado, militante do PSD, presidente da Associação Cristã de Empresários e Gestores e accionista do Observador do publisher Zé Manel Fernandes:


Este doutor em leis considera que «Portugal tem dois governos, um no Palácio de São Bento, eleito pelo povo, outro no Palácio Ratton, feito [sic] de juízes e eleito por ninguém.» Este doutor em leis sabe que tanto o Governo como os juízes do Tribunal Constitucional emanam da Assembleia da República, com a particularidade de a maioria que suporta o Governo ser menor do que a maioria necessária (dois terços dos deputados) para eleger dez dos 13 juízes do Tribunal Constitucional.

Então, por que razão esta gente não se importa de passar por ignorante? Por uma razão muito simples (mas não raras vezes esquecida): está em curso um PREC de sinal contrário e esta gente procura legitimar a ofensiva para virar do avesso o regime democrático.

8 comentários :

Evaristo Ferreira disse...

O lawyer da confraria Empresários e Gestores Batistas Enricados, António Pinto Leite, enxerga neste país 2 governos 2. Um, situado no Paraíso neoliberal do Pedro e do Paulo, e o outro no Palácio Ratton, que foi Tabernáculo do franciu do mesmo nome, e que enricou em Portugal nos ids da monarquia falida.
Pois o "cabeça de rico" Pinto Leite, que enricou nos tempos do cavaquismo, parece estar embatocado com tanto dinheiro no bolso que até esquece que este país, governado pelos da sua laia,
é hoje um farrapo, maltrapilho e escanzelado, graças ao Governo do seu partido. Este "cabeça de rico", lawyer de leis avulsas, mais parece um anafado ricaço do que um gestor de processos. A sua opinião, solicitada pelo Expresso do militante nº.1 do PSD, faz lembrar um frete de almocreve, e não tem conteúdo nem sentido para merecer ser publicada. A rica vida de um lawyer enricado, torna a sua inteligência lenta e árida como as areias do deserto.
Que pobreza de ideias, carago.

Anónimo disse...

Desde há muito que estamos estado a assistir a um PREC de Direita

Olimpico disse...

Eles gostavam de ter força par levar a efeito um PREC. Gostar gostavam....Mas, o que é triste, é verificar Seguro a defender o 28 de Setembro....

Anónimo disse...

Eu cá acho que é bom deixarem estes desbocados ingratos e obtusos dizerem o que lhes apetece. Ficamos a saber logo de que lado estão e facilita a escolha de alvos quando chegar o tempo. Porque o tempo vai chegar, oh se vai...

Morgado De Basto disse...


Este licenciado em direito,se tivesse um pingo de respeito,por si e pelos seus,nunca vociferaria as enormidades que produziu.Mas,para que isso fosse possível,teria que saber do que falo.Como não sabe,abre a boca e sai calhordice.Os interesses da tribo,são sempre mais importantes do que a dignidade e a comunidade.E são tipos deste jaez,que militam nas Igrejas Judaico-Cristãs e peregrinam a Fátima.Tropa fandanga,que faz da dissimulação prática de vida!

Anónimo disse...

Há tantos fascistas encapotados em Portugal! Querem lá eles saber do povo que passa fome e do país desmantelado por uns jotas de discoteca! E depois vão a Fátima a pé e pretendem ser os profetas do país. Católicos de merda! Falsos cristãos! É destes que o Papa Francisco avisa constantemente, porque envergonham a Igreja.

Anónimo disse...

"Então, por que razão esta gente não se importa de passar por ignorante?"

Má-fé e desonestidade intelectual, obviamente.

José Augusto Dias disse...

Chamar a este parasita individualidade, só estando a brincar.