segunda-feira, dezembro 08, 2014

Do regular funcionamento das instituições


As escolas profissionais tornaram público que ainda não receberam qualquer verba neste ano lectivo, estando em causa cerca de 50 milhões de euros destinados ao pagamento de salários aos trabalhadores e à atribuição de subsídios aos alunos. Estão inscritos nestas escolas cerca de 35 mil estudantes.

3 comentários :

Morgado De Basto disse...


Para os actuais "donos disto tudo",a concepção de "Normal Funcionamento das Instituições"é a equivalente àquela que vigorou durante 48 anos no então denominado Estado Novo.Sem tirar nem pôr!

E nós,andamos a comer sono?(...)

Anónimo disse...

mas as escolas profissionais devem estar contentíssimas com o crato. este está acabar com cursos profissionais nas escolas públicas, depois da milú tem feito muito investimento.

Antonio Cristovao disse...

Será que o ensino profissional vai funcionar como o alemão que funciona muito bem?
Cálculos apontam para uma redução de 50% na necessidade de professores.
Alguém que comece já a preparar o calendário de greves.