terça-feira, Março 02, 2010

Da blogosfera à fanzine do grupo Lena


© João Cóias


              “Fico muito satisfeito por o meu jornal, o i, ser o único que não publicou as informações citadas - e não foi por não as ter em seu poder, que isso fique bem claro.”

O Jumento conta a história toda. Eduardo Pitta analisa o que significa esta porca miséria, em particular o crime de receptação praticado por Paulo Pinto Mascarenhas, ex-editor e agora “grande repórter” do i, que, ao desatar a esquadrinhar correspondência privada, mostra o que entende por “grande reportagem”.

Mas as reacções à delação revelam que a blogosfera não pactua com indignidades. Com excepção de Paulo Pinto Mascarenhas e de José Pacheco Pereira, os bloggers que contam, da direita à esquerda, repudiaram, explícita ou implicitamente, a prática da bufaria, não dando conhecimento público da correspondência privada que lhes chegou pelas mais ínvias formas. A blogosfera deu uma lição de ética ao jornalismo — ou, para ser rigoroso, a alguns jornalistas.

7 comentários :

Jaime Marques disse...

Parece que o Paulo Pinto Mascarenhas vai integrar dois novos membros no 31 da Armada: o Bufo e o Delator.

Anónimo disse...

jÁ ANDO ENJOANDO DE TANTA BUFARIA

Saladino disse...

Borda merda para o bufo Carlos Santos e PPM.Um dia, provarão do próprio veneno,não tarda.

Anónimo disse...

Os bloggers que contam???

Rui Figueiredo Vieira disse...

Apoiado! O Jornalismo em Portugal está podre, falta ética, moral, dignidade. Abraço

burns disse...

isso foi distribuido no memorando de hoje?
que credibilidade tem um gajo que bufa documentos confidenciais da direcção onde trabalha?
que ganhou ele com isso?
um tipo desses devia ser pura e simplesmente suspenso

Anónimo disse...

Anda tudo distraido e o grupo Lena, vai avançando de norte a sul de Portugal, quem é que está a tomar conta da comunicação regional,quantos jornais e rádio já pertencem ao grupo Lena, onde vão buscar dinheiro para tantos jornais que são distribuidos gratuitamente uns semanalmente outros de mês a mês,para completar o ramalhete faltava o i,num grupo ligado há construção e obras públicas,para que precisam de tantos jornais e rádios,asim é mais fácil controlar o que falta...